Síndrome do pescoço de texto: a dor causada pelo celular

eCycle

Má postura ao usar celular e dispositivos móveis sobrecarrega a coluna e causa síndrome do pescoço de texto

Síndrome do pescoço de texto: dor causada pelo celular

Também conhecida como “text neck”, a síndrome do pescoço de texto é uma nova doença da coluna vertebral, causada principalmente pelo uso excessivo de celulares e dispositivos móveis. A má postura com que manuseamos esses aparelhos, em geral com a cabeça flexionada para baixo, na direção do queixo, faz com que uma grande quantidade de peso seja depositada sobre toda a coluna, gerando dor no pescoço, tensão muscular e rigidez.

Ao usar um celular, conforme aumenta a inclinação da cabeça para baixo, cresce também a pressão que ela exerce sobre a coluna cervical. Quando o pescoço fica inclinado para frente e para baixo, o peso da cabeça passa de cinco para 27 kg, sobrecarregando toda a coluna.

A dor no pescoço é o primeiro sintoma da síndrome do pescoço de texto, podendo ser acompanhada por deformações posturais como uma suave porém permanente inclinação do pescoço para baixo (que com o tempo fará as dores piorarem) e até mesmo pela formação de corcundas. Isso acontece porque a coluna tenta se adaptar ao novo peso constantemente exercido sobre ela e busca posturas que não a sobrecarreguem tanto.

Quando o pescoço fica flexionado por muito tempo, como é comum quando se usa o celular para navegar pelas redes sociais ou assistir vídeos, há um alongamento excessivo dos extensores cervicais, que são os músculos que mantém o pescoço elevado. Como esses músculos em geral são fracos, o seu alongamento exagerado induz um encurtamento dos flexores cervicais (os músculos que inclinam nosso pescoço para frente), aumentando a tensão muscular na região do pescoço, ombro e toda a coluna, de modo que a cabeça tende a se projetar para a frente.

Em casos mais graves, a síndrome do pescoço de texto pode levar a uma compressão dos discos intervertebrais cervicais, responsáveis por evitar problemas como a hérnia de disco. É importante tomar cuidado e buscar corrigir sua postura o quanto antes, para evitar que um nervo cervical seja comprimido. Isso pode provocar sintomas neurológicos como formigamento ou dormência nos braços e nas mãos.

Sintomas mais frequentes:

  • Dor no pescoço
  • Cefaleia (dor de cabeça)
  • Dor cervical
  • Dor nas costas - pode ser desde uma pequena dor crônica, que incomoda constantemente, até espasmos musculares graves na coluna cervical e torácica (pescoço e região superior das costas)
  • Dor no ombro
  • Rigidez muscular (em geral resultante de um espasmo muscular e ombro dolorido)
  • Formigamento ou dormência de membros superiores (em casos mais graves)

O vídeo, em inglês com legendas em português, explica um pouco mais sobre a síndrome do pescoço de texto:

Tratamentos e prevenção

Prevenir casos de síndrome do pescoço de texto consiste basicamente em manter uma boa postura corporal. Esteja atento ao modo como você usa o seu celular. O ideal é levantar o aparelho na altura dos olhos, ao invés de abaixar o pescoço em direção ao dispositivo. Digitar com ao menos dois polegares também ajuda a prevenir casos de tendinite no dedão.

Ter uma musculatura firme e boa amplitude de movimentos são fatores importantes para que consigamos manter uma postura adequada por mais tempo. Fazer exercícios físicos regulares é outra medida eficiente na prevenção à síndrome do pescoço de texto, uma vez que fortalece os músculos. Conheça dez atividades físicas de dez minutos que você pode incluir no seu dia a dia.

Também é recomendável fazer alongamentos específicos para o pescoço ao longo do dia, em especial se você trabalha sentado, em frente ao computador ou faz uso intenso do celular. Faça rotações circulares do pescoço, primeiro para um lado, depois para o outro. Com uma das mãos, puxe a cabeça para o lado e segure por alguns segundos, invertendo em seguida. Segure a cabeça para a frente com as duas mãos e, por fim, também com as duas mãos, empurre suavemente o queixo para trás, de modo a flexionar a cabeça. Para complementar, você pode fazer rotações com os ombros e movimentos laterais com as costas, de modo a aliviar a tensão acumulada nessas regiões.

Nos casos em que os sintomas já se manifestaram, além de corrigir a postura, atividades como ioga e pilates, que estimulam o alongamento e relaxamento do corpo, além de fornecerem maior consciência corporal, são boas opções, pois ajudam na recuperação da amplitude motora perdida.

Em casos mais graves pode ser necessário fazer fisioterapia para corrigir e reeducar a postura, de modo a evitar que a síndrome do pescoço de texto se manifeste novamente. Se você sente dores frequentes no pescoço ou tem algum dos sintomas aqui citados, é bom procurar um médico ortopedista ou fisiatra, que poderá solicitar exames e fornecer um diagnóstico mais preciso sobre o desequilíbrio biomecânico, identificando fatores (além da postura) que podem estar perpetuando a dor.

A dor no pescoço pode não ter sido necessariamente causada pelo celular, mas indicar o começo de uma doença mais grave se manifestando, como hérnia de disco, artrite, meningite ou mesmo câncer. Fique atento!

Conheça alguns exercícios de ioga para aliviar a dor no pescoço e nos ombros:



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail