Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda quais são os riscos que os smartphones oferecem a musculatura

As lesões musculares causadas em usuários de smartphones são resultados da combinação de dois fatores — o funcionamento e musculatura das mãos humanas e a inovação tecnológica. Enquanto os celulares ficam maiores, nossas mãos não se adaptam facilmente a essa mudança. Portanto, o uso frequente desses aparelhos pode desencadear lesões musculares. 

A mudança muscular não se limitou apenas nas mãos e braços. Uma pesquisa publicada em 2015 indicou que o uso contínuo de smartphones resultou no aumento da sensibilidade muscular do trapézio superior, especialmente quando os usuários só usam uma mão ao mexer no aparelho. 

Por não serem condições atemporais, mas sim que se desenvolveram com o avanço da tecnologia, as lesões musculares causadas em usuários de smartphones não apresentam riscos comprovados, mas isso não significa que eles não existam. Afinal, os casos de desconforto continuam aparecendo. 

Tipos de lesões

As lesões musculares causadas em usuários de smartphones são consideradas lesões por esforço repetitivo (LER).

Tenossinovite de De Quervain 

Muitas vezes chamado de “texting thumb” — ou polegar de SMS, na tradução livre — a tenossinovite de De Quervain é uma condição real que pode afetar usuários de smartphones. Ela é o resultado da inflamação dos tendões dos pulsos e dos dedões. 

Em 1980, era apelidada de “polegar de Nintendo” — por conta dos pais preocupados que os filhos iriam desenvolver uma condição por jogar muito vídeo game. Já do final dos anos 90 pro começo dos anos 2000, era chamada de “polegar de Blackberry”. 

A tenossinovite de De Quervain causa dor e inchaço na região dos polegares ou do pulso. 

Imagem de Alex Ware no Unsplash

Artrite

A artrite é a inflamação das articulações. Acredita-se que a ação repetitiva de mandar mensagens e rolar por mídias sociais pode resultar no desenvolvimento da condição que causa dor e desconforto. Já existem casos confirmados de artrite por uso de smartphones

Dedo em gatilho

Dedo em gatilho, ou trigger finger, é quando o dedo trava em posição dobrada. Ele também é resultado do movimento repetitivo dos dedos e de tendões inflamados. A irritação contínua dos tendões pode afetar o movimento dos dedos.  

Tratamento

Essas condições são incômodas e geram dor e desconforto para os pacientes, porém em casos mais leves, não existe um tratamento oficial. O acompanhamento médico é recomendado em casos mais sérios, como os de artrite ou tendinite. Além disso e do uso moderado de anti-inflamatórios, médicos recomendam o básico — dar um descanso para os dedos de vez em quando, deixando o smartphone de lado e alongando os membros e as mãos.