Fosfatos causam sérios prejuízos ambientais

eCycle

Muito utilizados na agricultura e em produtos de limpeza, os diversos tipos de fosfato podem causar sérios prejuízos ao meio ambiente

Eutrofização

Você já ouviu falar sobre os problemas que os fosfatos causam? O principal deles é a eutrofização dos corpos d'água, que é a multiplicação de algas causada pelo excesso de fósforo e nitrogênio liberados na água. O fosfato (ou phosphate, em inglês) é um íon constituído por um átomo de fósforo e quatro átomos de oxigênio, sendo representado pela sigla PO4³-. O fósforo, utilizado por inúmeros processos industriais, é o elemento químico de número atômico 15 da Tabela Periódica dos Elementos, e é encontrado em abundância no globo terrestre. Ele reage com diversos compostos importantes, formando, por exemplo, a fosfopirita, a apatita e a uranita, que são alguns exemplos de fosfato. Essas substâncias são utilizadas em larga escala na agricultura, nas indústrias alimentícias e em produtos de limpeza.

Porém, com o passar do tempo, a utilização crescente desses produtos de limpeza, aliada à aplicação não criteriosa de fertilizantes fosfatados nas lavouras, levou ao surgimento de problemas ambientais de poluição de águas. Mas por quê?

A agricultura é, sem dúvida, a maior consumidora de fosfatos. Juntamente com o nitrogênio e o potássio, os fosfatos são utilizados para a fabricação de fertilizantes inorgânicos.

No campo da alimentação, os fosfatos são utilizados em muitos alimentos, como carnes, laticínios e refrigerantes, devido ao seu alto valor como nutriente. As funções dos fosfatos nos alimentos são o controle do pH, a manutenção do sabor e a conservação do alimento, diminuindo a tendência de certos produtos a se descolorirem e se tornarem rançosos com o tempo. Leia mais sobre isso na matéria: "Fosfato nos alimentos: aditivos presentes em comida ultraprocessada podem fazer mal à saúde".

Já os produtos de limpeza constituem a terceira maior fonte de descarga de fosfatos para as águas superficiais. Utilizados como tripolifosfato de sódio (STPP), esses fosfatos agem diminuindo a tensão superficial da água. Uma vez que as sujeiras, como gorduras, por exemplo, já tenham se desprendido da roupa ou da louça, o STPP se encarrega de mantê-las em suspensão na água, para que possam ser retiradas posteriormente.

Sob uma forte pressão de ambientalistas, preocupados com as consequências geradas pelo uso indiscriminado dessa substância, surgiram as primeiras legislações que restringiam a adição de fosfatos em detergentes em diversas regiões do mundo.

No Brasil, visando a redução e possível eliminação do uso de fosfato nos detergentes, o Conselho Nacional do Meio Ambiente criou a resolução CONAMA 359/05, que dispõe sobre a regulamentação do teor de fósforo em detergentes em pó para o uso no mercado nacional. Ficou estabelecido que o limite máximo de fósforo deve ser de 4,8%.

Problema causado pelos fosfatos: a eutrofização

Os efeitos dos fosfatos no meio ambiente preocupam. A grande quantidade de nitrogênio e fósforo lançado nos corpos hídricos por atividades humanas fornece um ambiente totalmente favorável à rápida multiplicação de algas. Com o aumento da população de algas, cria-se uma camada verde na superfície do corpo d’água, impedindo a passagem da luz. Dessa forma, as plantas que ficam no fundo não conseguem fazer a fotossíntese e o nível de oxigênio dissolvido torna-se cada vez menor, causando a morte das populações aquáticas que dependem do oxigênio para sobreviver.

Além da diminuição da biodiversidade de organismos, a eutrofização também é responsável pela redução da qualidade da água, alterando as suas características, como transparência e coloração, além da produção de mau cheiro e de substâncias tóxicas por parte de algumas algas, inviabilizando o uso da água para fins de consumo, recreação, turismo, paisagismo e irrigação.

Atualmente, as empresas estão se adaptando aos novos tempos e colocando no mercado produtos menos agressivos, tanto para o consumidor quanto para o meio ambiente - há opções naturais e produtos biodegradáveis. Procure se manter informado sobre quais marcas não possuem fosfatos em sua composição e experimente utilizar algumas receitas caseiras para limpar a casa - além de ser mais econômico, também é mais amigável ao meio ambiente. Saiba como fazer produtos de limpeza caseiros.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail