Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Estudo feito pela ONU aponta que poucos investimentos podem salvar vidas ao redor do mundo

Cozinhas mais eficientes, recuperação de escapamentos de gás e filtros de partículas dos motores dieseis são algumas das medidas apresentadas por um relatório da ONU, datado do final de novembro de 2011, para combater a poluição atmosférica. As propostas podem ajudar a salvar pelo menos 2,5 milhões de pessoas que sofrem de doenças causadas pela poluição do ar.

Segundo o estudo, reduzir esses gases quase que pela metade levará economia aos países, que terão energia a um preço mais acessível, além de benefícios ambientais. De acordo com o relatório, se as medidas forem seguidas à risca, a temperatura do planeta pode aumentar menos de 2 ºCelsius.

O pacote consiste em 16 ações para reduzir os níveis de carbono negro, metano e ozônio troposférico, conhecidos como agentes climáticos de curta duração.

Segundo o estudo, reduzir esses gases quase que pela metade levará economia aos países, que terão energia a um preço mais acessível, além de benefícios ambientais.

Financiado pela Suécia, o estudo é resultado de dez anos de pesquisa científica, com a colaboração de países desenvolvidos e em desenvolvimento, além de contar com as avaliações recentes da Organização Mundial de Meteorologia (OMM).

Medidas de destaque

-Redução da emissão de carbono com a substituição dos fornos tradicionais por outros de maior rendimento;

-Recuperação de gases emitidos na produção de petróleo;

-Modernização das instalações de tratamento de águas residuais.

O relatório apresenta os custos e benefícios que podem ajudar os países a desempenhar um papel sustentável à medida que se aproxima a Conferência da ONU sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que será realizada em junho de 2012, no Rio de Janeiro, duas décadas depois da ECO-92, também conhecida como Cúpula da Terra.

Veja como melhorar a qualidade do ar dentro de casa.