Captação de água de chuva: conheça as vantagens e cuidados necessários para o uso da cisterna

Sistema de captação de água de chuva tem até 50% de economia na conta da água

chuva

Segundo relatório da ONU feito em 2015, a escassez de água afetará dois terços da população mundial em 2050. Ou seja, trabalho e dedicação serão necessários para garantir água potável e segurança alimentar para todos. Algumas medidas que podem amenizar a questão do gasto individual de água são: ser vegetariano uma vez por semana, aprender a economizar água no dia a dia do condomínio ou na hora de lavar louça; mas uma alternativa que vem se alçando recentemente é o uso da cisterna.

O que é uma cisterna?

Também conhecida como algibe, é um reservatório que recolhe a água da chuva e a armazena para uso doméstico geral, ou seja, é um sistema de reaproveitamento de águas pluviais de baixo custo (veja as diferenças entre água pluvial e água de reuso) que faz a captação da água para usos restritos no ambiente doméstico. É considerada uma das melhores e mais eficazes alternativas quando o assunto é economizar água e pode ser instalada em casas, apartamentos e condomínios.

Ela funciona da seguinte maneira: a água da chuva é levada pelas calhas a um filtro, que eliminará mecanicamente impurezas, como folhas ou pedaços de galhos. Um freio d'água impede que a entrada de água na cisterna agite seu conteúdo e suspenda partículas sólidas depositadas no fundo.

Por ser proveniente da chuva, a água obtida não é considerada potável (por poder conter desde partículas de poeira e fuligem, até sulfato, amônio e nitrato), portanto, não é adequada para consumo humano. Ainda assim, pode ser usada nas tarefas domésticas que mais consomem água, como lavar a calçada, o carro e até no vaso sanitário (porém tome muito cuidado na hora de instalar sua cisterna no encanamento de sua casa para que a água não chegue perto de uma torneira com água voltada para beber).

Muitas cisternas são enterradas para evitar a incidência de luz solar e, por conseguinte, a proliferação de algas e outros micro-organismos. Entretanto, existem modelos de cisternas que não necessitam ser enterradas, diminuindo o custo da obra.

Salientamos que é necessário a instalação de filtros na sua cisterna. Caso contrário, os riscos de contaminação podem ser muito grandes.

Vantagens

  • É uma atitude ecologicamente responsável, pois reaproveita a água da chuva em vez de utilizar o precioso recurso hídrico potável, diminuindo sua pegada hídrica;
  • Pode ser instalada em qualquer ambiente: rural ou urbano, casa ou apartamento;
  • Representa uma economia de 50% na conta de água;
  • Possui diferentes capacidades de acordo com as suas necessidades - desde mil litros até 16 mil litros;
  • Ajuda a conter enchentes ao armazenar parte da água que, caso contrário, iria para rios e lagos e diminui sua quantidade no esgoto;
  • Ajuda em tempos de crise hídrica e até está sendo utilizada em áreas do sertão nordestino como forma de combate às secas;
  • Pode-se criar uma cultura de sustentabilidade ecológica nas construções, o que poderá garantir uma cisterna em cada casa construída no futuro.

Desvantagens

  • É necessário disciplina, as calhas devem ser limpas para impedir contaminação através de fezes de ratos ou de animais mortos e mantidas em boas condições;
  • O interior da cisterna também deve ser limpo periodicamente;
  • A instalação, se for ligada à rede de encanamentos da casa, precisará de um profissional para rearranjar os encanamentos (lembrando que a água não pode ser utilizada para consumo porque não é potável), porém, em muitos casos, o investimento é devolvido no primeiro ano, senão nos primeiros meses;
  • Algumas cisternas de plástico podem deformar com o tempo, ou apresentar rachaduras. Procure uma com filtro anti-UV 8 ou construa uma de alvenaria;
  • Caso seja enterrada (ou subterrânea), seu custo de instalação será maior.

Alguns outros cuidados a se tomar quando for cuidar do seu sistema de captação

De acordo com o SIAS, não recolha as primeiras águas da chuva, pois podem conter sujeiras do telhado e, por isso, deve ser instalado um dispositivo que permita desviar as primeiras águas;

Deve ser bem vedada, longe dos raios do sol ou de detrimentos de animais, assim impede-se a proliferação de algas.

Diante da crise hídrica, cidadãos de São Paulo começaram o Movimento Cisterna Já, uma alternativa emergencial à crise. O movimento procura promover a capacitação para aqueles que queiram fazer a captação e aproveitamento de água da chuva. Caso tenha alguma dúvida sobre o uso de cisternas, o movimento tem uma página para perguntas frequentes.

Onde encontrar

Se você deseja instalar uma cisterna, existem algumas opções possíveis, e a escolha irá variar de acordo com suas necessidades. Você pode optar por modelos de alvenaria que demandam uma obra civil (mas têm grande capacidade), modelos pré-fabricados (mas que também precisam de obras por necessitarem ser enterrados).

Se você estiver procurando por opções mais baratas e que não necessitem de grandes obras, as cisternas de polietileno resistente são boas opções. Elas possuem uma instalação simples, já que são compactas e não precisam ser enterradas, o que diminui os custos de instalação. As marcas Casológica e Tecnotri oferecem opções vantajosas.

Cisternas verticais modulares

Cisternas verticais modulares

Mas, se o design dos modelos anteriores não te atraiu muito, a Tecnotri conta também com a linha de cisternas verticais modulares. Elas não são confeccionadas em material 100% reciclado, porém permitem ao usuário a expansão do armazenamento.

As cisternas podem ser acopladas de acordo com sua necessidade. Além disso, elas estão disponíveis em cinco cores (azul escuro, verde, cinza escuro, laranja e bege) e em dois tamanhos (uma maior, com capacidade de 1000 litros, e uma menor, com capacidade de 600 litros).

Se ficou interessado, você pode comprar o produto na Loja eCycle, disponível nas capacidades de 600 litros ou 1000 litros em duas versões:

Entenda mais sobre a cisterna no vídeo.



Mini Cisterna Waterbox 97 litros

Waterbox na cozinha

Mas, se o seu problema for espaço, você pode optar pela Mini Cisterna Slim Waterbox. Elas são ótimas para espaços reduzidos. Cada cisterna tem 1,77 m de altura, 0,55 m de largura, profundidade de 0,12 m e comporta até 97 litros de água!

Cores da Waterbox

Você pode utilizar sua cisterna Waterbox em ambientes internos, para estocar água potável (como uma caixa d’água comum) ou armazenar água de reuso ( da sua máquina de lavar, por exemplo). Já nos ambientes externos, ela é uma ótima ferramenta para a captação de águas pluviais.

Seu design e cores (vermelho, areia, laranja e esmeralda) valorizam o ambiente e podem ser escolhidos para harmonizar com sua casa. Além disso, elas são modulares e permitem que você conecte mais de uma Waterbox para expandir o armazenamento de acordo com sua necessidade e disponibilidade de espaço. (Saiba mais sobre as Waterbox e suas funcionalidades).

Se ficou interessado, você pode comprar o produto na Loja eCycle.

Mini cisterna 250 litros

Se as opções acima não te agradaram ou não cabem no seu orçamento, você tem a opção da Mini Cisterna Casológica. Ela é uma opção mais simples, confeccionada em polietileno resistente na cor verde. As mini cisternas são acopladas diretamente nas calhas para a captação da água. Elas têm capacidade de 250 litros e também podem ser acopladas para expandir o armazenamento.

Mini cisterna
Mini cisterna

Se você curtiu os produtos, adquira a sua cisterna. Se quiser ter mais informações a respeito, preencha o formulário.



Aprenda a fazer e instalar uma cisterna caseira com bombona e canos. Veja o vídeo sobre uma pessoa que instalou o sistema de captação de chuvas em sua casa.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail