Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda o que é vaselina, para que serve e quais os possíveis efeitos que ela causa no meio ambiente

Vaselina, ou geleia de petróleo, é um produto derivado do processo de refinaria de óleo. O produto é comumente usado como hidratante, removedor de maquiagem e até como agente cicatrizante. 

Ela funciona selando a pele com uma barreira protetora de água, ajudando na cicatrização e hidratação da cútis. 

Por ser um produto resultante da extração de óleo, a vaselina pode oferecer riscos ao meio ambiente e à saúde quando usada incorretamente. Porém, ela ainda é recomendada por diversos dermatologistas e médicos por suas propriedades benéficas à pele. 

A pureza e segurança do uso da vaselina depende do seu processo de extração. Quando purificado, o produto é seguro para ser usado, porém, quando não refinado pode conter ingredientes nocivos. 

Usos

Desde a sua descoberta, por volta de 1800, a vaselina foi usada por suas propriedades que auxiliam a cicatrização. A vaselina é um produto versátil e uma opção consideravelmente mais barata para skin care

Ajuda na cicatrização 

Machucados e cortes precisam de umidade para se cicatrizar, portanto, com a sua barreira protetora de água, a vaselina cria um ambiente propício para que as lesões cicatrizem. Porém, é importante limpar e desinfectar o machucado antes de aplicar vaselina no local. 

Tratamento da eczema

A eczema é uma condição de pele que pode resultar em ressecamento, coceira e rachaduras na pele. O uso da vaselina como hidratante nessas lesões é recomendado por dermatologistas como um tratamento eficaz. 

Hidratante para os olhos

Quando purificada, a vaselina pode ser usada na região dos olhos e também nos lábios. A pele ao redor dos olhos é sensível e pode ficar irritada facilmente, portanto a vaselina pode ser usada como hidratante. 

Muitas pessoas usam-a não só na região dos olhos, como no corpo inteiro. 

Proteção para as patas dos pets

Rachaduras e machucados nas patas dos pets podem causar incômodo e dor, portanto, a vaselina pode ser usada como um hidratante para a área. Em países mais frios, onde neva, ela também é usada como uma precaução para evitar machucados causados pelo sal usado para derreter a neve. 

Contraindicações

Como qualquer produto recomendado para a pele, a vaselina tem algumas contraindicações. Embora seja um produto que possa ser usado nas regiões dos lábios, seu uso deve ser inteiramente externo — a vaselina não deve ser ingerida nem usada como lubrificante sexual. 

No uso em machucados, é importante que a ferida esteja limpa e também consiga respirar. Aplicar a vaselina repetidamente no ferimento pode causar infecções bacterianas. 

Em grandes quantidades, o produto pode irritar os pulmões e causar pneumonia. 

É importante ressaltar que a vaselina também é um produto derivado da extração de óleo e que não é natural. Embora o risco seja pequeno, existe a possibilidade de que o produto pode facilitar a exposição a cancerígenos e outros ingredientes perigosos, principalmente em sua forma não purificada. 

Impactos ambientais

O produto é derivado da extração e refinaria do óleo, o que significa que dificilmente terá impactos positivos no meio ambiente. Em um dos documentos escritos pelo inventor da vaselina, ele explica exatamente do que o produto é feito: 

“A substância da qual a vaselina é feita é o resíduo de petróleo deixado no alambique após a maior parte do petróleo ter sido destilada.”

A extração do óleo e do petróleo são processos extremamente prejudiciais ao meio ambiente, liberando gases do efeito estufa e também causando possíveis derramamentos de óleo. 

Alternativas

Existem alternativas naturais e menos invasivas para a vaselina. Como a maioria dos seus benefícios é derivado de seu poder hidratante, produtos como manteiga de karité, manteiga de cacau ou até mesmo óleo de coco podem ser usados no lugar da vaselina