Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Evento quer fortalecer o diálogo nacional para o avanço da tecnologia agroflorestal no País com bases técnico-científicas seguras; inscrições vão até 30 de novembro

Por Jornal da USP Com o tema Conciliando Pessoas e Evoluindo Paradigmas, a 12ª edição do Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais (XII CBSAF) será realizada no formato virtual, no período de 13 a 17 de dezembro, tendo como anfitriã a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP. O evento é o principal fórum de discussão sobre a tecnologia agroflorestal na América do Sul por seu caráter multidisciplinar, reunindo profissionais, estudantes de graduação e pós-graduação e agricultores de todo o Brasil e de outros países. As inscrições devem ser realizadas até 30 de novembro neste link.

Na décima edição, o congresso promovido pela Sociedade Brasileira de Sistemas Agroflorestais (SBSAF) terá seminários, mesas-redondas, rodas de conversas e minicursos, classificados dentro de três grandes eixos temáticos: Economia e Organização Social, Ensino, Pesquisa e Extensão Rural e Políticas Públicas e Legislação Ambiental.  Todas as atividades servirão de referência para a formulação da Carta Magna do evento, a Carta de Piracicaba, com recomendações de ações técnicas, políticas e organizacionais direcionadas para autoridades públicas do Estado de São Paulo e do governo federal.

“A tecnologia agroflorestal tem avançado muito no Brasil, mas necessita, naturalmente, de aportes continuados de pesquisa e inovação para ampliar o seu papel no desenvolvimento rural sustentável do País”, comenta o presidente da SBSAF, professor Ivan Crespo Silva. Ciro Abbud Righi, professor do Departamento de Ciências Florestais da Esalq e vice-presidente do congresso, também destaca o papel da ciência no evento. “Esperamos alargar o alcance do conhecimento gerado para que nos leve a mais dúvidas e assim permitir, continuamente, o avanço da ciência e a melhoria da interação das pessoas com o ambiente.”

Os sistemas agroflorestais no Brasil

O Brasil, dada sua imensa área geográfica, amplitude climática, megadiversidade e variações agroecológicas regionais favoráveis à diversificação de cultivos, apresenta condições ideais para o estabelecimento e desenvolvimento de sistemas agroflorestais (SAFs) exitosos em termos socioeconômicos e ambientais. A ideia do evento é o fortalecimento de diálogos e entendimentos para que o uso destes sistemas cresça cada vez mais e se mantenha resiliente em bases sólidas, fundamentadas em conhecimentos técnico-científicos seguros para que o produtor possa adotá-los conforme seu melhor entendimento.

Experiências agroflorestais de destaque no Estado de São Paulo serão apresentadas no último dia do congresso, em 17 de dezembro, nas “visitas técnicas virtuais”, tais como: Projeto Galinhas Agroflorestais e Projeto SAF Onda, ambos coordenados por Righi . Também serão apresentadas iniciativas de produtores rurais como Maria Fernanda Guerreiro, do Sítio Nelson Guerreiro, na cidade de Brotas, que apresentará a experiência Sistema Silvipastoril – ILPF em Pequena Escala. Veja outras visitas clicando aqui.

Entre os participantes estão Shibu José, do Centro Agroflorestal da Universidade de Missouri, que abrirá o congresso com a Conferência Magna Silvipastoril: Integração Sustentável de Pecuária, Forragens e Florestas; Philip Fearnside, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), referência científica mundial na defesa dos ecossistemas da Amazônia, com a palestra Os Serviços Ecossistêmicos da Amazônia: A Sua Importância Ameaçada; Eduardo Somarriba, do Centro Agronómico Tropical de Investigación y Enseñanza, com a palestra Modelo Agroflorestal para Renovação e Reabilitação de Cacauais e Cafezais; e Peter Herman May, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, que abordará Aspectos Econômicos em SAFs.

O Congresso também terá sete minicursos ministrados por Marcelo Arco-Verde, da Embrapa Floresta e diretor da SBSAF. Confira a programação completa em www.sbsaf.org.br/xiicbsaf-programa.

O XII CBSAF tem como apoiadores a Embrapa Meio Ambiente, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CATI-CDRS), Prefeitura Municipal de Piracicaba, Universidade de São Paulo (USP), Prefeitura do Campus USP Luiz de Queiroz (PUSP-LQ), Associação Paulista de Extensão Rural (APAER), Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Universidade Federal Fluminense (UFF).

As inscrições para o Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais podem ser feitas até 30 de novembro pela página www.sbsaf.org.br/xiicbsaf.

.

Texto adaptado de Caio Albuquerque, da Divisão de Comunicação da Esalq

.