Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Curso possui metodologia ativa de ensino e aprendizagem para médicos e a renda é revertida para manutenção de projeto de consultas gratuitas

Imagem de Annie Spratt no Unsplash

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que até 80% da população mundial faz uso de plantas ou de preparações na atenção primária à saúde. A modalidade terapêutica é chamada de fitoterapia e já tem reconhecimento mundial, pela OMS, nacional, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

O tema será abordado no curso Fitoterapia Clínica, que está com inscrições abertas até o dia 31 de janeiro de 2021. O objetivo do curso é promover o aperfeiçoamento de médicos para prescrição de medicamentos fitoterápicos de maneira eficaz e segura. Além de capacitação para orientar a população quanto ao uso dos fitoterápicos, indicações, apresentações, doses, posologias, efeitos colaterais, toxicidade e interações com medicamentos convencionais.

Com duração de 180 horas em 12 meses, o curso possui metodologia ativa de ensino e aprendizagem, a distância, com módulos quinzenais. Além disso, os recursos de instrução incluem leitura de textos selecionados, videoaulas exclusivas do curso, pré-testes, casos clínicos e discussão on-line.

O programa conta com introdução, sistemas de prescrição, metabolismo secundário vegetal, apresentações dos fitoterápicos, fitoterapia tradicional, síndrome metabólica e diabesidade, controle de qualidade de fitoterápicos, pesquisa com fitoterápicos e legislação e farmácias vivas. Além dos sistemas respiratório, circulatório, digestório, urinário, reprodutor feminino, reprodutor masculino, nervoso, locomotor, tegumentar e imunológico.

O curso será ministrado pelo professor Fabio Carmona, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, e pelos especialistas Débora Andrade, Débora Sales, Fabiana Tardelli, Ivanice Cestari, Mateus Angelucci, Telma Chiaratti e Victor Doneida.

“Os profissionais que compõem o corpo docente possuem grande experiência na produção e prescrição de medicamentos fitoterápicos, há quase 20 anos, na Farmácia da Natureza. Também possuem experiência no ensino da fitoterapia desde 2013, tanto na modalidade presencial quanto a distância, sendo que o último curso atendeu a mais de 18 mil inscritos”, conta o professor Carmona.

Podem participar, médicos que concluíram a graduação em instituição de ensino superior reconhecida no Brasil e que declararem capacidade para ler textos técnico-científicos na língua inglesa. A inscrição custa R$ 900 e o curso possui 11 mensalidades do mesmo valor. Toda a renda será revertida para manutenção da Farmácia da Natureza, projeto que se enquadra no programa das Farmácias Vivas do SUS e que realiza em média 1.500 consultas médicas gratuitas por ano.

Mais informações: neste link ou neste link


Fonte: Jornal USP

Veja também: