Estado de São Paulo elimina resquícios de defensivos agrícolas banidos

eCycle

Produtos e embalagens eram mantidas por não haver orientação clara sobre descarte

defensivos agrícolas

Não há mais defensivos agrícolas proibidos na cadeia produtiva do Estado de São Paulo. Em 18 de agosto, na cidade de Taubaté, o governador Geraldo Alckmin concluiu a incineração dos agrotóxicos de uso proibido remanescentes - entre eles o ohexaclorobenzeno (BHC), proibido em 1985 e muito nocivo. O evento foi promovido pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev) com o objetivo de promovera correta destinação de agrotóxicos e de suas embalagens, prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente.

Com a colaboração de 327 agricultores, que declararam a existência de cerca de 300 toneladas dos produtos ainda armazenados em suas propriedades, todo o volume de defensivos obsoletos foi identificado pela equipe da secretaria. O material foi recolhido e transportado por meio de ação do Inpev, com monitoramento dos trabalhos pela Cetesb.

A ação foi fruto de um esforço compartilhado entre os produtores, sindicatos, associações, cooperativas, indústria, comércio e poder público, que se articularam de forma inédita para garantir uma ação ambientalmente sustentável.

BHC

“O maior interessado no meio ambiente é o agricultor, olha que exemplo maravilhoso nós temos: 94% das embalagens são recuperadas e recicladas aqui”, disse Alckmin que, em sua incineração, eliminou também quantias de BHC, o hexaclorobenzeno, considerado altamente poluente e nocivo à saúde humana.

O uso do BHC está proibido no Brasil desde 1985, pois sua composição é altamente nociva ao ser humano, podendo causar danos irreversíveis ao sistema nervoso central. Muitos produtores mantinham estoques ou embalagens antigas em suas propriedades, por não saber como descartá-los corretamente.

O programa, iniciado em 2002, já destinou corretamente mais de 420 mil toneladas de embalagens vazias dos produtos em todo o país. No Dia Nacional do Campo Limpo, comemorado no dia 18 de agosto, são realizadas ações em mais de 100 unidades de recebimento de embalagens vazias de defensivos em 22 estados brasileiros.



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail