Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Mostra acontece na galeria Logo, em São Paulo, até o dia 5 de outubro, com entrada franca

O artista, designer, skatista e roqueiro Alexandre Cruz comprova que a relação da sociedade com o lixo produzido está mudando. Ele transforma diversos resíduos em arte por meio de técnicas como colagem e instalação. Mais conhecido como Sesper, o designer apresenta sua primeira mostra individual na galeria Logo, e a usa como uma vitrine para a expansão do seu trabalho. Com o nome “Reprovado”, a mostra une a grande marca do artista (suas colagens) e a instalação, com foco nos objetos achados por ele e que sofreram uma transformação para se tornarem obras de arte.

Os objetos usados na mostra estavam, segundo o artista, sendo acumulados em seu ateliê há alguns anos, por meio de doações de amigos roqueiros e skatistas, e pelo próprio artista, que achava objetos na rua. A variedade é enorme – há objetos tecnológicos, como projetores de slide, câmeras analógicas, walkmans, fitas k7; objetos musicais, como guitarras, capas de vinil, mini discos; e os relacionados a esportes, como pranchas de surfe quebradas e pedaços de skate.

Alexandre, que também é líder e vocalista da banda de rock alternativo “Garage Fuzz”, viu no lixo a sua inspiração para criar as obras. Ele estava passeando por uma rua com sua esposa e percebeu que havia um monte de atlas de anatomia empilhados e rasgados, na calçada da rua. Daí surgiu a ideia de fazer colagens com esses e outros objetos que o designer foi encontrando ao longo de sua vida.

Um dos projetos anteriores de Cruz foi o RE: BOARD. Em 2009, ele produziu um documentário e uma exposição de 250 shapes de skate na Matilha Cultural. Você pode conferir o vídeo e mais informações desse projeto clicando aqui.

Já o nome de sua nova mostra, “Reprovado”, surgiu porque, segundo Sesper, ele se considera autodidata por não ter participado de nenhuma academia artística. As obras de “street trash art”, presentes na mostra, estarão à venda por quantias que variam de R$ 4 mil a R$ 45 mil.

Serviço

Confira o vídeo abaixo para ter mais informações sobre o artista:


Veja também: