Faça você mesmo: vinagre a partir de sobras de vinho

eCycle

A receita leva pelo menos dois meses mas resultado final é delicioso!

Imagem: Dave Dugdale

Todo mundo adora um "faça você mesmo", ainda mais quando se trata de um item muito usado. O vinagre tem inúmeras utilidades em casa e não só na cozinha. No entanto, se você é um amante de gastronomia e deseja fazer seu próprio vinagre mas não aceita nada abaixo do melhor, essa é a receita para você. E se você não sabe nem fritar um ovo mas se preocupa com o meio ambiente, essa receita também é para você, já que ela procura reutilizar o vinho e a suas garrafas, além de desencorajar o consumo de vinagres comprados em lojas - porque depois de começar a fazer esse vinagre, dificilmente você vai esquecer a diferença de sabor e voltar para o antigo.

A receita é bem fácil de fazer e os ingredientes não são difíceis de serem achados. O único problema é o tempo de preparo. Essa receita é para os pacientes, pois demora pelo menos dois meses para ficar pronta (ou até mais, se você for exigente com seu vinagre). Mas a recompensa pela espera vale a pena.

Confira as instruções abaixo sobre como fazer vinagre de vinho e aproveite!

Ingredientes

  • 1 recipiente de vidro (o tamanho depende de você - recomenda-se que tenha capacidade para 1 litro -, mas é importante que o material seja completamente não reativo, como o vidro. Metais não servem, pois reagem);
  • 1 pano que tampe o recipiente grande para impedir a entrada de insetos;
  • Tiras de barbante ou elástico;
  • 1 funil de plástico;
  • Sobras de vinho seco;
  • 1 mãe de vinagre (explicaremos abaixo do que se trata);
  • 1 garrafa para inserir o conteúdo final.

Você pode comprar vinho especificamente para fazer vinagre, mas não é necessário. É aí que a sustentabilidade entra. Não é sempre que uma garrafa de vinho aberta é terminada, portanto, essa receita aconselha usar as sobras do vinho. Tente não usar vinho doce, já que o açúcar residual pode introduzir contaminantes à mistura.

Instruções

  • Despeje o vinho em um recipiente que permita a respiração do vinagre (de preferência com a boca mais larga). Não despeje vinho até a borda do recipiente, pois a mistura precisa de oxigênio para que haja fermentação - recomenda-se que o líquido preencha metade do recipiente, mais ou menos.
  • Adicione a mãe do vinagre (madre), uma substância gelatinosa que se desenvolve a partir de bactérias acéticas. É difícil achar a mãe do vinagre em lojas, portanto, se você não conseguiu encontrar, pode fazer em casa também. Para saber a receita, clique aqui.
  • Misture tudo e cubra o recipiente com o pano. Prenda-o com tiras de elástico ou de barbante e deixe descansar em um cômodo em temperatura ambiente (25°C) - locais frios podem diminuir a velocidade da reação. Após cerca de dez dias do início do processo, você provavelmente vai ver o começo da formação da madre na superfície da mistura. Isso é completamente normal e esperado. A madre está absorvendo o oxigênio e transformando o álcool em ácido. Se a madre for perturbada e descer para o fundo do recipiente, ela fica inativa. Caso isso aconteça, espere um tempo maior e uma nova madre irá se formar na superfície.
  • Após cerca de dois meses, seu vinagre deve estar pronto. Não existe um tempo exato para saber se o vinagre está bom ou não, a não ser que você abra o recipiente. Para procurar indicadores de quando o vinagre está no ponto, coloque as narinas sobre o pano e verifique se o cheiro é parecido com o do vinagre que você já conhece. Ao ficar pronta, a solução possui um aroma intensamente ácido e nada doce. Se não estiver ácido o suficiente para você, basta deixar a fermentação agir por mais tempo. Quanto mais tempo você esperar, mais ácida e forte a solução se tornará, até que todo o álcool seja consumido.
  • Quando o vinagre estiver pronto, mexa o recipiente ou empurre a madre para baixo antes de despejar seu conteúdo em um recipiente não reativo (como uma garrafa de vidro). Você pode filtrar e reutilizar a madre para fazer mais vinagres ou jogar fora. Não utilize um filtro ou um coador de alumínio, pois pode haver reação om o ácido.
  • O vinagre está pronto para o uso! Mas, se você quiser melhorar o sabor e a intensidade, também existem outros passos. A não ser que tenha sido fermentado por um bom tempo, ainda haverá um pouco de álcool no vinagre. Ferver a solução resolverá esse problema e garantirá que a solução seja estéril. A fervura também diminui o volume, livrando o vinagre da água e concentrando seu aroma e sabor; mas o procedimento de fervura não vai aumentar a acidez do vinagre.
  • Seu vinagre irá ficar mais saboroso com o tempo, ganhando complexidade e amadurecendo. Conforme ele envelhece na garrafa, pode haver uma liberação de sedimentos dentro do recipiente, mas isso é normal. Se for um incômodo, basta filtrar o sedimento antes do uso.

Observação: a receita também pode ser feita com vinho branco, se você desejar.

Para saber mais, dê uma olhada no vídeo abaixo do Wall Street Journal:


Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×