Mudanças na dieta fazem microflora intestinal se modificar rapidamente, afirma estudo

eCycle

Resposta rápida da microflora intestinal à dieta ingerida

Conhece aquela famosa frase "nós somos o que nós comemos”? Cada vez mais ela faz sentido. Pelo menos é o que demonstra um estudo recente realizado por pesquisadores norte-americanos que avaliaram a rapidez em que as populações bacterianas presentes no nosso intestino variam de acordo com nossa dieta. Estudos anteriores já haviam demonstrado que dietas diferentes conduzem a diferentes floras intestinais.

A microflora humana é composta por cerca de 300 a 500 diferentes espécies de bactérias, localizadas no trato gastro intestinal, em especial, na região do cólon. Em geral, essas bactérias são benéficas para o hospedeiro (no caso, o homem), atuando nas importantes funções antibacteriana (combatendo microrganismos prejudiciais à saúde), imunomoduladora e nutricional/metabólica.

Os pesquisadores do trabalho mencionado relataram a rapidez com que a quantidade de bactérias varia de acordo com o que se come. Para a realização desse estudo, voluntários foram divididos em dois grupos: o primeiro foi submetido a uma dieta com base em produtos de origem animal; e o segundo teve uma dieta vegetariana. Notou-se que, de forma quase imediata, a microflora intestinal dos voluntários alterou sua configuração de acordo com o que eles ingeriram. Os que consumiram alimentos de origem animal tiveram redução na quantidade de micro-organismos responsáveis pela “quebra” de carboidratos vegetais e fibras; já os que consumiram legumes e verduras, tiveram redução de micro-organismos responsáveis por auxiliar na digestão de gorduras. O que surpreendeu os cientistas foi a rapidez dessas variações de micro-organismos.

Esse fato pode ter auxiliado na evolução de seres humanos, uma vez que suas microfloras alteravam sua composição de acordo com os alimentos disponíveis, conferindo a estes seres maior possibilidade de absorção de nutrientes e resistência.

O estudo em questão também mostrou que dietas baseadas em produtos de origem animal favoreceram o aumento, mesmo que minimamente, de um tipo de bactéria que pode causar inflamação do cólon. Apesar disso, os pesquisadores dizem que ainda é muito cedo para afirmar que um tipo de dieta é melhor que outro, com base nesse trabalho.

Indo além do que dizem as novas pesquisas, sabemos que um dos fatores fundamentais para termos uma boa qualidade de vida é realizar diariamente dietas equilibradas, de acordo com os itens presentes na tão famosa pirâmide alimentar.


Fonte: Scientific American


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail