Relatório expõe gastos bilionários por causa de má gestão de produtos químicos

eCycle

PNUMA, órgão da ONU, foi o responsável pela publicação

O relatório Panorama Global de Químicos, lançado em setembro pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), chama atenção para custos bilionários oriundos da má gestão de produtos químicos e os riscos para a saúde humana e o meio ambiente. A publicação cita prejuízos de quase 240 bilhões de dólares em todo o mundo por conta do manejo inadequado de Compostos Orgânicos Voláteis (COV), substâncias derivadas de reações químicas.

Os custos provenientes do amianto e de paredes de gesso contaminadas, por exemplo, somam um total de mais de 125 bilhões de dólares no mundo, números que ainda estão subindo. Cerca de 90 bilhões de dólares representam o custo de doenças provenientes de pesticidas, entre 2005 e 2020.

A publicação também recomenda uma ação urgente e coordenada entre governos e indústria para reduzir as crescentes ameaças à saúde. Riscos são agravados pela mudança constante na produção, uso e descarte de produtos químicos em países desenvolvidos, emergentes e em desenvolvimento.

Tendências Químicas Globais

Em economias emergentes e em desenvolvimento, produtos da indústria de químicos — como corantes, detergentes e adesivos, entre outros — estão substituindo rapidamente produtos tradicionais de base animal, vegetal ou cerâmica. De acordo com o relatório do PNUMA, as vendas globais de produtos químicos devem aumentar cerca de 3% ao ano até 2050.

A África e o Oriente Médio devem registrar um aumento médio de 40% na produção de químicos entre 2012 e 2020, enquanto a América Latina deve aumentar cerca de 33%. A “Intensificação Química”, conforme termo usado no relatório do PNUMA, significa que os produtos químicos sintéticos estão rapidamente se tornando os maiores constituintes de fluxos de resíduos e poluição ao redor do mundo — aumentando assim a exposição dos seres humanos e dos habitats a riscos químicos.

Caminho a seguir e recomendações

Muitos países têm implementado, ao longo das últimas quatro décadas, marcos legais, medidas reguladoras e outras formas de redução de riscos químicos. O Brasil estabeleceu uma Comissão Nacional de Segurança Química para melhorar a coordenação entre as agências do governo, enquanto a Costa Rica também estabeleceu um corpo semelhante.

Para acessar a síntese oficial do relatório, clique aqui (em inglês).

Destino complicado

Informação pode ser importante para que mais estragos ao meio ambiente não ocorram, seja para saber como descartar itens de reciclagem difícil ou para conhecer alternativas mais sustentáveis em pequenos atos do dia-a-dia que envolvem química, como lavagem de louças. Conheça a série de matérias da eCycle sobre destino complicado, muitas delas dão dicas de como lidar com certos materiais químicos, como solventes, tintas e amianto.

Fonte: Revista Amazônia

Veja também:
-Editorial: desvendando o destino complicado


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail