Primeira ciclovia com captação de energia solar do mundo já está em fase de testes

eCycle

A Holanda saiu na frente com essa promissora tecnologia

Que andar de bicicleta é uma forma extremamente saudável e sustentável de se locomover, você já sabe. Também já viu que há diversas novas tecnologias para facilitar e aprimorar a experiência de andar de bike, desde veículos leves e dobravéis, até elétricas que ajudam no decorrer do caminho. Também há inúmeros equipamentos que aprimoram as bikes, como carregadores de portáteis que usam a força da sua pedalada para gerar energia. Imagine então poder gerar eletricidade suficiente para três casas ou para postes de luz na rua e até para recarga de carros elétricos. E nesse caso, você não precisaria fazer nada: a própria ciclovia por onde você pedala proverá essa energia.

Como? Devemos dar uma olhada nos Países Baixos (também conhecida como Holanda), mais precisamente na cidade de Krommenie, onde foi instalada, em sua primeira fase de testes, a SolaRoad, que é basicamente uma grande placa de captação solar colocada no lugar do asfalto da ciclovia - ela é feita por fileiras de células solares de silicone cristalino, revestidas de concreto e cobertas com uma fina camada de vidro temperado (fortes o suficiente para que tratores passem por cima delas). A ciclovia tem uma extensão de 70 metros, que pretende gerar, por hora, cerca de 50 quillowatts de energia. Isso dá para abastecer, segundo estudos, três famílias durante um ano.

O projeto ainda está em fase piloto e seus impactos e benefícios serão estudados durante os próximos três anos. Embora pareça ser uma ideia para lá de genial e que faz a pessoa pensar “por que raios ninguém fez isso antes?”, há pequenos problemas que deverão ser medidos no decorrer desses testes: por exemplo, a captação de energia solar de ciclovia por meio dessas placas de energia é 30% menor do que as usadas em prédios, pois não oferece uma inclinação que melhor absorva a energia solar e o custo para a implantação é caro; os 70 metros colocados na cidade holandesa custaram a bagatela de 3,1 milhões de euros.

Apesar disso, os idealizadores da SolaRoad esperam que esse gasto seja minimizado em decorrência da produção de energia e com adoção dessa tecnologia em mais lugares. Até 2016, pretendem instalar mais 100 metros dessas placas de captação de energia na mesma região.

O piloto da SolaRoad foi inaugurado no dia 12 de novembro. O TNO (Netherlands Organisation for Applied Scientific Research), que é o instituto que desenvolveu esse projeto, acredita que seja só o começo de uma nova era na geração de energia limpa do país. Segundo pesquisas da instituição, cerca de 20% dos 140 mil quilômetros de estradas no país podem ser adaptadas para o uso dessas placas de captação. O pequeno teste da SolaRoad determinará se é ou não viável que mais dessas placas sejam instaladas e nós, sinceramente, esperamos que seja um sucesso.

Aproveite para assistir o vídeo institucional abaixo e acessar o site do projeto aqui.



Fontes: Greener IdealMind Body Green.



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail