Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda do que é feito o combustível de streptomyces e seu possível uso na aviação

O combustível de streptomyces é um biocombustível produzido a partir de bactérias da família Streptomycetaceae. Essa família contém mais de 500 espécies de bactérias que ocorrem naturalmente no solo e na água. Comumente utilizados na produção de antibióticos e na decomposição de matéria orgânica, os streptomyces também viraram a base de combustíveis. 

A descoberta do combustível de streptomyces foi feita por um grupo de cientistas do Lawrence Berkeley National Laboratory dos Estados Unidos. 

Sendo produzido a partir de bactérias, o biocombustível é uma alternativa sustentável aos combustíveis fósseis utilizados comumente na aviação. Desse modo, conta com uma pegada de carbono menor pela isenção do uso do petróleo

O seu funcionamento se dá a uma característica dos streptomyces. Essas bactérias criam uma molécula explosiva ao consumir açúcar, providenciando a combustão necessária para que o biocombustível funcione normalmente.

Descoberta

A descoberta do combustível de streptomyces foi feita a partir de um trabalho em conjunto dos cientistas Jay Keasling e Pablo Cruz Morales. Juntos, no Lawrence Berkeley National Laboratory. Juntos, os especialistas projetaram bactérias Streptomyces coelicolor com açúcares, sais e alguns aminoácidos.

Então, essas bactérias foram quebradas e separadas das frações oleosas que foram esterificadas, criando um novo tipo de biocombustível. 

Como funciona 

A metabolização do açúcar ou aminoácidos feito pelas bactérias, resulta na sua quebra e conversão para blocos de construção para ligações de carbono. O processo, defendem cientistas, é similar à metabolização de gordura feito pelo organismo humano, porém, com algumas diferenças. 

A diferença mais interessante, de acordo com especialistas, é a forma peculiar da molécula presente no processo — um triângulo. Diferentemente das ligações de carbono convencionais, as ligações em triângulo possibilitam uma tensão entre os carbonos, produzindo energia suficiente para abastecer aeronaves. 

A necessidade por alternativas 

Em 1999, um relatório do American Petroleum Institute (APA), sugeriu que as reservas de petróleo da Terra secariam entre 2062 e 2094. Por outro lado, um estudo divulgado pela Stanford University’s Millennium Alliance for Humanity and the Biosphere (MAHB) acredita que essa falta de óleo ocorrerá mais cedo. 

Desse modo, a falta de recursos para a produção de combustíveis fósseis fez com que especialistas tentassem encontrar soluções para esses problemas. Um deles é o investimento em fontes de energia renováveis que serviriam de alternativa para os combustíveis fósseis, principalmente o petróleo. 

Além disso, o combustível de streptomyces é uma alternativa sustentável a esses combustíveis. A aviação feita a partir dos combustíveis fósseis convencionais é responsável por 2% de todas as emissões de carbono do mundo. 

Com uma pegada de carbono menor, o combustível de streptomyces ajudaria a reduzir os impactos da aviação no planeta. 

Desvantagens 

Em relação aos combustíveis fósseis, o combustível de streptomyces é uma ótima alternativa. Entretanto, como toda pesquisa, ainda conta com algumas desvantagens. 

De acordo com os especialistas envolvidos no desenvolvimento do combustível, para que a alternativa seja possível na substituição de combustíveis convencionais, é necessário desenvolver um método de produção em larga escala que seja economicamente viável. Contudo, em vista com a necessidade de novas soluções para a produção de combustíveis renováveis, esse biocombustível ainda apresenta características promissoras.