Poluição petroquímica é causadora de novo tipo de tireoidite

eCycle

A tireoidite química autoimune acomete moradores de regiões próximas a parques industriais de petróleo

Após 15 anos de pesquisas, foi confirmada a descoberta de uma nova doença causada pela exposição humana a agentes químicos presentes no ar: a tireoidite química autoimune. A pesquisadora Maria Angela Zaccari Marino, da Faculdade de Medicina do ABC, localizada em Santo André-SP, foi a responsável pela revelação, que será publicada mundialmente, em breve, pelo conceituado periódico especializado Journal of Clinical Immunology, dos EUA.

A nova doença foi localizada em regiões onde indústrias petroquímicas estão instaladas, como nas cidades de São Paulo, Mauá e Santo André. A pesquisa foi iniciada após a constatação do surgimento da tireoidite crônica autoimune exatamente nas regiões já citadas do estado de São Paulo.

Após os anos de pesquisa, em que mais de seis mil pessoas foram analisadas, verificou-se que, entre os voluntários que moravam nas proximidades dos parques industriais petroquímicos, a doença passou de uma incidência de 2,5% na população, em 1992, para 57,6%, em 2001. Já em voluntários que moravam em locais distantes dessas áreas não houve nenhum aumento significativo.

Portanto, as regiões dos pólos petroquímicos continham uma frequencia cinco vezes maior da doença do que os bairros residenciais que foram analisados.

A partir desses resultados, uma caracterização específica para a nova doença foi criada. Maria Angela sugere que a tiroidite química autoimune está ligada a fatores ambientais, principalmente à poluição por agentes químicos. Segundo a especialista, a poluição pode ser o fator que inicia a formação de anticorpos antitireoidianos, que agridem a tireoide e causam a doença crônica.

A tireoidite crônica autoimune (resultado da tireoidite química autoimune) pode estar relacionada outras doenças autoimunes, como esclerose múltipla, artrite reumatoide, diabetes tipo 1, vitiligo, hepatite crônica autoimune e lúpus eritematoso sistêmico, de acordo com a pesquisadora.

Quem contrai a tiroidite crônica autoimune deve tomar medicamentos diariamente para repor os hormônios que deixam de ser liberados pela tireoide por conta da doença.


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail