Obras do Novo Maracanã adotam medidas sustentáveis

eCycle

Reaproveitamento de materiais e medidas para redução de gastos com água e energia fazem parte do projeto

O estádio do Maracanã, localizado no Rio de Janeiro, está em reforma para servir como palco principal da final da Copa do Mundo de 2014. Em suas obras, a arena, que já foi considerada a maior do mundo, adota medidas para reaproveitar e reciclar restos do antigo “Maraca”.

Entulho, cadeiras e até mesmo o partes do gramado serão reaproveitadas em outras obras. Os materiais de demolição, como isopor, concreto e madeira, serão quebrados em pequenos pedaços, quando não puderem ser reutilizados.

Os novos itens usados no novo estádio são recicláveis. Além disso o concreto demolido é reaproveitado para dar apoio aos guindastes que precisam de elevação. Vergalhões de metal também foram encaminhados para reciclagem. Todas as informações são da subsecretaria de comunicação da prefeitura.

Paisagismo e reaproveitamento

Projetos de paisagismo da cidade serão beneficiados com outras “sobras” do ex-maior do mundo. A primeira camada do solo será reaproveitada pela Secretaria do Meio Ambiente na agricultura da Ilha de Guaratuba. Da lama formada pela perfuração no solo do estádio, 2,1 milhões de tijolos e 560 mil telhas foram confeccionadas.

Parte das 83.717 cadeiras foram doadas a estádios de comunidades carentes. Clubes como Botafogo, Flamengo e Friburguense, receberam cerca de 35.500 cadeiras. Outras 26 mil foram enviadas a municípios do estado, como Macaé, Petrópolis, Resende e Três Rios.

Patrimônio ambiental

Outras medidas também estão sendo tomadas para que o Maracanã se torne um patrimônio ambiental. Além de diminuir as emissões de CO2 e otimizar o uso de materiais de construção, o Estádio Jornalista Mario Filho vai reduzir o consumo de água em 30% por meio de dispositivos economizadores e um sistema de captação de águas das chuvas, que também vai diminuir em até 50% os gastos com a irrigação do gramado. A mesma água vai ser utilizada nos banheiros, que terão descargas ecológicas e torneiras inteligentes com fechamento automático.

A redução dos gastos com energia elétrica também está nos planos da reforma. A meta de 8% de economia visa ser batida com a instalação de 23.500 luminárias com lâmpadas LED de alta vida útil. Energia solar para aquecer os chuveiros dos vestiários e ar condicionado com bombas mecânicas eficientes fazem parte da lista sustentável do Maracanã.

Greves

Apesar do projeto visar uma melhoria para o planeta, os trabalhadores da obra não estão tendo seus direitos devidamente respeitados. A entrega do estádio que estava prevista para o final deste ano foi adiada devido a greves dos trabalhadores pedindo melhores condições de trabalho. Até o momento, o consórcio responsável pela obra do estádio enfrentou duas  greves.

Veja também:
-ONU e Pnuma elogiam medidas sustentáveis para os jogos de Londres 2012


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail