Bom negócio com óleo usado

eCycle

Empresa de tintas usa óleo como matéria-prima e incentiva doação com brindes para moradores de prédio participante

Muita gente não sabe, mas o óleo de cozinha pode ser reciclado e, desse modo, receber um destino correto. A reciclagem de óleo de cozinha pode transformá-lo em matéria-prima para a confecção de vários produtos, como resina para tintas, sabão, detergente, glicerina, ração para animais e biodiesel.

O “Projeto Óleo Limpo Plaenge”, realizado pela Plaenge em parceria com a Maxivinil, na cidade de Cuiabá, no Estado do Mato Grosso, é um ótimo exemplo. Cada morador recebe um kit contendo dois coletores individuais de um litro e uma cartilha de recomendações. Quando os recipientes estiverem completamente cheios, os moradores levam até o coletor principal, que fica no subsolo do prédio.

Assim que esses grandes coletores estiverem completos, um funcionário da Maxivinil faz o transporte para a sede da empresa. A coleta acontece todo o mês ou quando o reservatório estiver completo.

A boa repercussão do projeto chamou a atenção de outros prédios da cidade, como é o caso do Duets. O óleo usado pode ser trocado por tintas novas para os moradores.

O diretor da Plaenge, Rogério Fabian, ainda enfatiza que, além de trazer benefícios ao meio ambiente, o projeto faz com que o óleo seja reaproveitado de uma forma alinhada aos negócios da Plaenge. “Após esse processo de recolhimento, a Maxivinil irá transformar o óleo em resina, que serve de matéria prima para a confecção de produtos utilizados na construção, incluindo a tinta. Criamos assim um ciclo, que preserva o patrimônio do nosso cliente e a natureza”, relata Fabian.

Óleo

O óleo de cozinha tem um efeito semelhante ao do petróleo quando despejado nos ecossistemas aquáticos. Ele forma uma camada impermeabilizante na superfície da água que faz com que as algas, responsáveis pela oxigenação do meio, morram. Resultado:  toda a fauna e flora ficam ameaçados. No solo, acontece algo semelhante. O óleo impermeabiliza a terra, evitando a renovação dos lençóis freáticos.  Portanto, apesar do incômodo e da bagunça, vale a pena guardar as sobras desse vilão numa garrafa PET e destiná-lo para um descarte correto. Se não estiver interessado na reciclagem de óleo de cozinha, porque não fazer sabão com ele? Confira a matéria "Aprenda como fazer sabão com óleo usado de cozinha" e descubra como.

Confira nossa seção de Postos de Reciclagem e descubra onde levar o seu óleo!


 

Comentários  

 
0 #1 2014-08-02 23:11
Queremos ter um coletor de óleo na escola em q trabalho. Isso é possível?
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail