Para Aneel, Brasil pode ter até 700 mil residências produzindo energia solar até 2024

eCycle

Desoneração de impostos para produção deve alavancar instalações

O Brasil pode ter, até 2024, cerca de 700 mil residências com sistemas de geração de energia solar instalados se todos os Estados do Brasil aderirem à desoneração do ICMS sobre a chamada micro-geração distribuída. A projeção foi feita no início de maio pelo diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Tiago Correia.

Na última semana de abril, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) autorizou os Estados de São Paulo, Pernambuco e Goiás a aplicarem a desoneração.

Na prática, nesses Estados o ICMS passará a incidir apenas sobre a diferença entre a energia comprada da rede e a que for devolvida ao sistema a partir da microgeração feita pelo consumidor.

Incentivo e expansão

Antes, o ICMS era cobrado sobre toda a energia adquirida da distribuidora, sem levar em conta a energia que o consumidor produziu e devolveu.

Essa desoneração é tida por especialistas como uma das principais medidas para incentivar a expansão da geração solar em residências, segundo a agência.

Saiba como instalar

Tá animado para produzir sua própria energia com a ajuda dos raios solares? Para saber como instalar equipamento solar em sua casa, clique aqui.

Veja também:
-Redução de impostos para painéis solares deve baratear em até 60% produção de energia solar
-Prédio repleto de placas solares na cobertura é construído com financiamento coletivo
-Tesla lança baterias que capturam energia limpa para empresas e residências


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail