Fazer xixi no mar está liberado por cientistas

eCycle

Não passe mais aperto: fazer xixi no mar não causa problemas à natureza, garante cientista. Já o esgoto sim

Quem nunca ficou apertado na praia e viu no mar a opção de “banheiro” mais próximo e sem filas ou consumação mínima? Muitos pais proíbem seus filhos de fazerem xixi no mar ao tentar ensiná-los a respeitar a natureza. Mas cientistas afirmam que isso não é prejudicial aos mares e nem aos animais que ali vivem, até porque eles também excretam na água.

A urina humana é composta de água, em torno de 95%, e sais diversos. O cloreto e o sódio contribuem com aproximadamente 1 a 2 gramas por litro (g/L) de urina, enquanto a creatinina tem um índice de 0,7 g/L e, a ureia, de 9 g/L.

Apesar da urina se parecer com o mar em sua composição, a creatinina e a ureia não são encontradas na água em que nadamos, pois essas substâncias são usadas pelo corpo como uma rota de eliminação de nitrogênio. Esse elemento é muito importante, pois assume o papel de fertilizante nos mares e promove a sobrevivência de várias espécies de plantas.

A eliminação de ureia, por ocorrer em maior quantidade, levanta dúvidas a respeito das consequências. Mas o doutor Stuart Jones, especialista inglês, afirma que mesmo que toda a população mundial, de aproximadamente 7 bilhões de pessoas, urinasse ao mesmo tempo, liberando 3 gramas de ureia em um único oceano, a concentração de ureia total seria pequena se comparada com o volume de água. Portanto, ela seria diluída.

Uma baleia, que tem o tamanho, em média, de 16 vezes seres humanos, excreta 970 litros de xixi por dia. Ou seja, contribui 23 vezes mais que os humanos para a conta de quantidade de cloreto e sódio. Mas claro que os animais não despejam nos mares algumas substâncias que nós, infelizmente, ainda descartamos de modo errado.

Alguns estudos têm mostrado comportamento afeminado de peixes devido a hormônios usados em anticoncepcionais que chegam aos corpos d’água através de esgoto. E também comportamento diferenciado devido à exposição dos animais a remédios ansiolíticos, também erroneamente descartados. Além disso, o excesso de nitrogênio na água, devido a ações humanas, causa a eutrofização, que pode levar muitos animais à morte.

De qualquer forma, prefira urinar no banheiro, ainda mais se você fizer uso de remédios diariamente.

Veja também:
-Mistura de urina e compostos pode dar origem a fertilizante sustentável
-Urina poderá ser convertida em energia elétrica
-Eutrofização prejudica biodiversidade e o uso humano da água


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail