Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Material particulado recobre a atmosfera por causa da falta de chuvas e de vento

A região metropolitana de Santiago ficou sob estado de emergência no último dia 22 de junho por causa da alta concentração de poluentes do ar. Cerca de 900 indústrias foram obrigadas a paralisarem suas atividades temporariamente e 40% dos 1,7 milhão de carros não puderam circular pelas ruas da capital.

Em comunicado, o Ministério do Meio Ambiente declarou que a região está passando por um dos junhos mais secos dos últimos 40 anos e que a circulação de ar está muito ruim no vale de Santiago, aumentando a concentração de poluentes.

Inicialmente, a situação de emergência, a primeira desde 1999, entrou em vigor por 24 horas, mas pode ser retomada caso a situação não melhore.

Os habitantes da região afetada foram aconselhados a não praticarem exercícios físicos ao ar livre, mas não houve qualquer tipo de proibição – a Copa América de futebol continua sendo disputada no país normalmente.

Sem ventos e chuvas, as pequenas partículas de poluentes encobriram a região metropolitana. Elas podem causar vários problemas de saúde, além de danos ambientais (veja mais aqui).

Veja também:
Os perigos do material particulado
Poluição do ar na Europa reduz expectativa de vida de seus habitantes