Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Um questionário público confirmou que a população acredita que o dinheiro investido em viagens espaciais devia ser redirecionado ao meio ambiente

Uma pesquisa pública realizada pela empresa de gestão de reputação Transmission Private indicou que a maioria das pessoas acham que bilionários devem investir mais no meio ambiente do que em viagens ao espaço. Nomes relevantes da indústria empresária, como Jeffrey Bezos e Richard Branson recentemente foram parar nas manchetes de diversas plataformas por conta de suas idas ao espaço. 

Três quartos das pessoas entrevistadas indicaram que esse dinheiro deveria ser investido em maneiras para aliviar os impactos ambientais. Acredita-se que esses bilionários estão fora de ritmo com a realidade e com os problemas que o planeta está enfrentando. 

Enquanto 8% dos entrevistados responderam que pessoas ricas já contribuem o bastante, sete de dez indivíduos acham que o grupo deveria pagar mais impostos para cobrir os danos causados ao meio ambiente. 

Algumas empresas focadas no turismo espacial, como a XSpace de Elon Musk, alegam que suas pesquisas são feitas para minimizar o impacto ambiental das viagens ao espaço e para desenvolver uma tecnologia voltada para combater a crise climática. 

Essa alegação anda com as crenças dos ecomodernistas, que acreditam que a tecnologia poderá nos salvar do colapso ambiental. Porém, pesquisas recentes indicaram que trabalhar com estratégias derivadas do próprio meio ambiente podem ser a melhor resposta para a melhora do planeta. 

Existem casos específicos onde a tecnologia e o meio ambiente caminham juntos. A energia eólica, a energia solar e o hidrogênio verde são grandes exemplos dessas conquistas. Porém, diferente do que o ecomodernistas defendem, de acordo com o economista ambiental da University College Dublin, Dr. Bullock, projetos maiores podem auxiliar outros problemas do planeta como inundações, erosões costeiras e a qualidade da água.

O site Blue Origin de Jeffrey Bezos alega que a exploração do espaço pode resultar em novas descobertas na área de eletricidade e recursos materiais. 

A pesquisa também confirmou que pessoas mais novas, entre 18 e 24 anos, são mais propensas a acreditar nas promessas feitas por empresas que exploram o espaço. Apenas 66% dos entrevistados compartilharam da crença que os bilionários devem investir na Terra. 

É especulado que jovens acreditam mais na responsabilidade coletiva sobre os impactos ambientais do que a ação individual. 

Porém, é importante que os 0,35% de bilionários do mundo ofereçam respostas às questões ambientais. O estudo revelou a ânsia do público por uma ação premeditada referente às crises climáticas e ao estado atual do planeta.