Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Um número antigo de celular vinculado aos seus dados pode trazer muita dor de cabeça. Descubra o que fazer para se prevenir de riscos à sua segurança

O seu número antigo pode comprometer a sua segurança. Essa foi a conclusão de um estudo, publicado em março de 2021 e conduzido pelo Departamento de Ciência da Computação e o Centro de Política de Tecnologia da Informação da Universidade de Princeton.

Após a conclusão do estudo, os pesquisadores publicaram um artigo avaliando como as operadoras de telefonia colocam em risco a privacidade e a segurança dos usuários quando repassam um número antigo a um novo cliente.

O que acontece quando meu número antigo vai para outra pessoa?

Basta uma breve pesquisa para notar que a internet está cheia de reclamações que envolvem o número antigo dos usuários. Isso acontece por causa de um processo, permitido por lei, chamado “reciclagem de número”, do qual as operadoras de telefonia lançam mão para reaproveitar os números de telefone.

Segundo a ANATEL (Agência Nacional de Comunicações), “o reuso do código de acesso (reciclagem de número) deve ocorrer de forma desvinculada do cliente anterior” e “o prazo durante o qual o número deve ficar indisponível para comercialização – inclusive para permitir que essa desvinculação ocorra – é de 6 meses”. No entanto, na prática, nem sempre é isso o que acontece.

Em 2020, a Justiça ordenou que uma operadora de telefonia indenizasse um cliente que comprou um chip de celular com um número que pertencia a outra pessoa. O número ainda era utilizado pelo antigo usuário, que passou a importunar e assediar o novo cliente. Casos mais graves incluem golpes e acesso indevido a aplicativos ou contas on-line por usuários que se aproveitam de terem recebido um número reciclado para praticar crimes.

Os perigos do reaproveitamento de números antigos

Cada vez que você alterar o número do seu celular, sua operadora vai “reciclar” o seu número anterior, atribuindo-o a um novo telefone e ao cliente correspondente. As operadoras relatam fazer isso para evitar o “esgotamento do número” ou uma situação em que todos os números possíveis já tenham sido usados ​​para cada telefone celular.

O problema surge, no entanto, quando esses números antigos acabam concedendo aos novos clientes acesso às informações privadas de usuários de telefones anteriores. Isso significa que, nas mãos de um novo cliente que decide invadir um telefone, um número antigo pode representar riscos de segurança ​​para muitos usuários.

Por exemplo, o estudo de Princeton cita um caso em que um novo usuário de um telefone recebeu várias atualizações de texto sobre as informações médicas de um usuário anterior e as próximas consultas em um spa. Embora não sejam necessariamente perigosas nas mãos de um usuário não malicioso, essas informações ainda constituem uma violação de segurança pessoal.

No Brasil, existem casos em que os novos usuários aproveitaram o acesso fácil à lista de contatos do antigo usuário no aplicativo instantâneo WhatsApp para aplicar golpes, passando-se por conhecido das vítimas.

De fato, embora muitos usuários implementem a autenticação de dois fatores em seus telefones celulares, os números de telefone reaproveitados nem sempre limpam ou atualizam totalmente os dados. Isso significa que um telefone com um número reciclado ainda pode permitir que um usuário acesse o e-mail de um cliente anterior e suas contas em redes sociais.

Além disso, como muitas pessoas costumam usar números de telefone como credenciais de login para plataformas pessoais, qualquer referência cruzada de números de telefone com sites de banco de dados de pesquisa de pessoas podem gerar acesso a uma infinidade de dados privados adicionais em formação.

Na verdade, os pesquisadores descobriram que 66% dos números reciclados da amostra ainda tinham conexões com as contas on-line de clientes anteriores. Além disso, dos 259 números de telefone pesquisados, 215 foram reciclados e permaneceram vulneráveis ​​a pelo menos três tipos de ataques. Eles ainda relatam que, de 200 números reciclados avaliados em uma semana, 19 deles ainda receberam mensagens privadas e chamadas confidenciais destinadas a proprietários anteriores.

Como trocar de número com segurança

É possível que a pessoa que recebeu seu número antigo não tente fazer nada ilegal ou que coloque sua segurança em perigo. No entanto, o risco ainda existe. Por isso, confira algumas etapas de precaução que você deve seguir caso troque seu número de celular.

Procure a operadora

Ao trocar de número de celular, entre em contato com a operadora e solicite que seu nome e seus dados sejam desvinculados do número antigo. Em seguida, desvincule o número de plataformas e aplicativos, como WhatsApp, Telegram, Instagram, Facebook, Mercado Livre e outros. A empresa é obrigada, por lei, a acatar sua solicitação. Caso seu pedido não seja atendido, procure orientação jurídica para tomar as devidas medidas legais.

Informe seus contatos sobre a troca o mais rápido possível

É muito importante que todos os seus contatos regulares saibam sobre sua troca de número para que não enviem mensagens acidentalmente para o número errado. Se essas mensagens incluírem informações confidenciais, elas podem ser comprometidas. Além disso, existe o perigo de que elas próprias caiam em um golpe, caso seu número vá parar com alguém mal-intencionado.

Ajuste suas configurações de autenticação de dois fatores

É cada vez mais comum proteger contas online com autenticação de dois fatores. Em suma, isso significa que, toda vez que você digitar sua senha, a conta enviará uma mensagem de texto para o seu dispositivo móvel contendo um código separado, que deve ser inserido para obter acesso. E

Esta é uma ótima maneira de garantir que apenas você possa acessar suas contas confidenciais. No entanto, a eficácia do processo será reduzida se você se esquecer de atualizar o número de telefone que recebe o código. Por isso, fique atento.

Desassocie o número antigo das suas contas de e-mail e redes sociais

Mesmo que você não utilize uma conta de e-mail ou mídia social há muito tempo, é importante desassociar o seu número antigo delas, porque essas contas podem conter informações pessoais capazes de levar o usuário novo a acessar suas contas de uso diário com muita facilidade, colocando não só a sua segurança em risco, mas também a segurança dos seus contatos.

Troque suas senhas

A troca de senha é uma medida de precaução especialmente importante quando se fala em reciclagem de número de celular. Ela pode ser essencial para evitar que o usuário novo do seu número tenha acesso às suas contas e aplicativos de banco, e-mail e mídias sociais, entre outros.