Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Você sabia que o Ártico não é a região mais fria do planeta Terra?

Ártico, chamado também de Polo Norte, é uma região geográfica localizada no extremo Norte do planeta Terra. No geral, ele não possui terra firme, sendo basicamente formado por gelo. Por isso, o Ártico não pode ser considerado um continente. Sua área, ainda, abrange parte dos continentes europeu, americano e asiático, além do Oceano Glacial Ártico, que é um mar.

Nos dois polos, as condições de vida são muito reduzidas, havendo poucas populações. No norte, os inuit não chegam a habitar o Ártico propriamente dito, mas as zonas continentais mais extremas na Groenlândia, no Canadá e na Rússia, principalmente. Apesar disso, existe vida animal nesse local, com destaque para ursos polares, peixes que vivem abaixo das camadas de gelo, baleias, focas e leões-marinhos.

Diferença entre polo geográfico e magnético

Polos geográficos e polos magnéticos não são a mesma coisa. Os polos geográficos são áreas da superfície terrestre estabelecidas pelo eixo de rotação da Terra. Já os polos magnéticos são zonas do planeta em que o magnetismo é mais intenso, não coincidindo exatamente com a localização dos polos geográficos.

Dessa maneira, os efeitos do fenômeno magnético propiciam que todos os objetos imantados sejam atraídos para uma área próxima ao polo norte geográfico, o que propicia o funcionamento das bússolas.

Ártico é mais frio que o Polo Sul?

Apesar de possuir temperaturas congelantes, que no verão chegam a 0 °C e no inverno atingem -35 °C, o Ártico não pode ser considerado o lugar mais frio do mundo. Esse posto fica para o Polo Sul, onde as temperaturas podem chegar a -60 °C. Isso ocorre porque o gelo presente no Ártico está apoiado diretamente na água do mar, que absorve parte do calor gerado pelo oceano. No Polo Sul, existe uma camada de terra entre o mar e o gelo, que impede essa troca de calor.

Curiosidades sobre o Ártico

Existem dois fenômenos curiosos e importantes no Ártico, chamados de Sol da meia noite e noite polar. O Sol da meia noite ocorre no Hemisfério Norte durante o verão e é caracterizado pela presença visível do Sol durante 24 horas. Oposto a isso, no inverno acontece a noite polar, quando o Sol se põe e não volta mais no próximo meio ano. São seis meses sem a presença da luz solar.

Ártico não faz parte de um país em específico, mas de vários. Seu território está presente em países como Estados Unidos, Canadá, Rússia, Dinamarca, Noruega, Suécia e Finlândia.

A população que vive nas cidades ao extremo norte dos continentes não é muito grande, variando de mil a dois mil habitantes em cada uma delas. Por outro lado, a população de urso polares domina. Além deles, é comum encontrar raposas-do-ártico, lebres-árticas, corujas-das-neves, renas, focas, lobos-do-ártico e vários outros. A diversidade não é tão grande como em outros biomas terrestres, visto que os animais precisam de uma resistência para a adaptação no clima frio. Ao contrário do que se imagina, no Ártico não há pinguins, estes habitam somente o Hemisfério Sul do planeta.

Por fim, a aurora boreal também é um fenômeno presente no Ártico. Ela é resultado do impacto dos ventos solares com o campo magnético da Terra, proporcionando luzes brilhantes em todo o céu. A aurora boreal é facilmente vista a olho nu e geralmente acontece nos finais de tarde e durante as noites dos primeiros meses do ano, quando a neve já caiu e o céu está limpo no Hemisfério Norte.