Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Aprenda mais sobre o tendão, como ele funciona e quão diferente ele é do ligamento

O tendão é um tecido conjuntivo e flexível que une os músculos com os ossos. Ele compõe grande parte do organismo e pode ser encontrado em diversas partes do corpo — da cabeça aos pés. Cada músculo possui dois tendões.

O tecido é responsável pelo movimento do corpo. Ao serem contraídos, os tendões são capazes de mover os ossos. Muitos especialistas os comparam como “alavancas” que possibilitam a mobilidade do corpo enquanto os músculos contraem e expandem. 

Existem duas junções feitas pelo tendão, a junção miotendínea, que é a do tecido tendíneo com o músculo e a junção osteotendínea, do tecido com os ossos. Por dependerem dos músculos e do movimento requerido pelo corpo, a aparência desses tecidos varia de acordo com a área em que está localizado.

Anatomia do tendão

O colágeno é uma proteína abundante no corpo humano e que também compõe o tendão. A sua anatomia é majoritariamente composta por fibras de colágeno, vasos sanguíneos e nervos. 

Dentro dele, é possível observar diferentes formações de fibras de colágeno, que agem como cordas e cabos. As formações mais conhecidas são: 

  • Feixes de fibras primárias 
  • Feixes de fibras secundárias
  • Feixes de fibras terciárias 

Os feixes de fibras primárias, também chamados de subfascículos, quando agrupados formam as fibras secundárias. 

As partes do tendão são:

  • Endotendão: tecido conjuntivo que junta todos os feixes de fibras 
  • Epitendão: tecido conjuntivo fino que envolve o tendão 
  • Paratendão: tecido conjuntivo solto que permite que o tendão se mova contra o epitendão
  • Fibras de Sharpey: fibras de colágeno 
  • Bainhas tendíneas: apenas parte dos tendões das mãos e dos pés, é uma área protetiva dos tecidos que produz o fluido sinovial. 

Diferença entre ligamento e tendão

Enquanto o tendão é responsável pela movimentação e por absorver parte do impacto dos músculos, os ligamentos são responsáveis pela estabilidade das articulações. Os ligamentos também agem na mobilidade do corpo, porém, não além de sua capacidade, e só apenas dentro das articulações.

Tendões e músculos 

Embora os músculos sejam sinônimos de força, os tendões são mais fortes que as fibras musculares. Uma pesquisa publicada pelo Science conseguiu comprovar que o colágeno, a parte essencial da anatomia dos tendões, quando intercalado com minerais na sua formação, consegue ser centenas de vezes mais forte que o músculo.

Tendinite 

A tendinite é uma condição caracterizada pela inflamação ou irritação dos tendões. Ela pode afetar qualquer parte do corpo, porém, os lugares mais comuns são pulsos, calcanhares, cotovelos, joelhos e ombros. 

A condição pode ser resultante de lesões repentinas ou uso repetitivo e contínuo dos tendões e pode causar dor, sensibilidade e desconforto na área afetada. Em casos mais severos, onde não é tratada, a tendinite pode levar à tendinose ou à ruptura dos tendões. 

O seu tratamento inclui o repouso e descanso da área, além de remédios para dor ou corticosteroides.