Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Aquífero é um grande reservatório subterrâneo de água

Imagem de Linus Nylund em Unsplash

Aquífero” é um termo utilizado para descrever grandes reservatórios de água localizados a vários metros abaixo da superfície terrestre. O aprisionamento de água em um aquífero ocorre em decorrência da estrutura geológica do local em que se encontra. De acordo com José Luís Albuquerque, geólogo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas da Universidade de São Paulo, a área de ocorrência de um aquífero costuma ser formada por materiais porosos e permeáveis, funcionando como uma espécie de esponja gigante, em que acontece a absorção das águas das chuvas, que ficam confinadas sob centenas de metros de rochas impermeáveis.

Vale ressaltar que para uma estrutura geológica ser considerada um aquífero, ela deve conter espaços abertos ou poros repletos de água e permitir que a água tenha mobilidade através deles, propriedade chamada de condutividade hidráulica. Pode-se dizer que um aquífero é uma importante fonte de água para consumo humano.

Tipos de aquífero

Os aquíferos podem ser classificados de diversas maneiras. A classificação mais comum está relacionada com o tipo de armazenamento de água desses recursos:

Aquíferos livres ou freáticos

Os aquíferos livres apresentam-se com um extrato superior permeável, sendo inferiormente limitados por uma rocha permeável ou semipermeável. No geral, eles localizam-se em profundidades pequenas, tendo uma superfície que limita a quantidade de água acumulada. Esse tipo de aquífero é o de mais fácil extração de recursos hídricos.

Aquíferos confinados ou artesianos

Os aquíferos confinados são aqueles cercados por camadas impermeáveis e mantidos sob uma pressão interna superior à pressão atmosférica. Quando perfurados, seus poços costumam jorrar água em velocidade razoável em razão dessa pressão superior.

Aquífero Guarani

Considerado o maior reservatório subterrâneo de água doce do mundo, o Aquífero Guarani possui cerca de 1 milhão de quilômetros quadrados, estendendo-se por quatro países sul americanos: Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. No Brasil, ele compreende os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

O Aquífero Guarani desempenha diversas funções econômicas e sociais importantes. Considerado uma grande reserva estratégica, ele fornece uma quantidade de água suficiente para abastecer cerca de 15 milhões de habitantes, desenvolver atividades econômicas essenciais para a população e providenciar lazer. Para saber mais sobre esse tema, acesse a matéria “Tudo o que você precisa saber sobre o Aquífero Guarani”.

Importância dos aquíferos

Os aquíferos desempenham diversas funções econômicas e sociais importantes para a sociedade. Considerados uma grande reserva estratégica, eles fornecem uma quantidade de água suficiente para abastecer milhares de habitantes, desenvolver atividades econômicas essenciais para a população e providenciar lazer.

A poluição tem sido um dos maiores impactos enfrentados pelos aquíferos e discutidos por especialistas da área. Em algumas áreas, eles vêm sofrendo contaminação por agrotóxicos, fertilizantes e vinhoto (resíduo resultante da destilação fracionada de cana-de-açúcar). Outras substâncias tóxicas também podem causar a poluição desses reservatórios, uma vez que a água da chuva entra em contato com esses compostos e, posteriormente, é infiltrada.

Por isso, é necessário que os países que possuem aquíferos exijam que o uso de agrotóxicos e fertilizantes químicos seja proibido em áreas que englobam esse recurso.


Fontes: Cartilha de águas subterrâneas e O Aquífero Guarani


Veja também: