Os riscos da contaminação por cádmio

eCycle

O cádmio é muito comum em certos frutos do mar e pode ser nocivo às pessoas

Frutos do mar

O cádmio é um elemento químico muito utilizado na indústria de eletrônicos, cimento e fertilizantes fosfatados.

A galvanoplastia, processo de cobrir um metal com outro, é uma das atividades industriais que mais utiliza cádmio. O elemento também está presente na fumaça da queima de combustíveis fósseis e de cigarros, no lixo urbano e nos sedimentos de esgoto.

O cádmio no corpo humano não tem nenhuma função orgânica. Quando o absorvemos, ele compete com o zinco e o cobre, atrapalhando nossa absorção desses nutrientes; em seguida, acumula-se em nossos rins e artérias e, a longo prazo, pode ser cancerígeno. Também causa uma doença chamada itai-itai, que leva a problemas no metabolismo, descalcificação óssea e reumatismo. A inalação de doses elevadas pode provocar uma intoxicação aguda, que causa edema pulmonar.

A água é uma fonte de contaminação considerável. Água potável apresenta níveis baixos de cádmio, mas no mar há muitas variações, dependendo da poluição do local, contaminando a fauna marinha. Essa contaminação pode “passar” de presa para predador, e assim, chegar às pessoas.

Em Santa Catarina, um estudo encontrou contaminação por cádmio acima do limite tolerado em animais de diversas regiões do litoral: Ilha dos Corais, Enseada de Ganchos, Ilha dos Arvoredos, Praia de Zimbros (onde os níveis estavam bem altos, indicando aumento das atividades poluidoras),Ilha de Porto Belo (grande produtora de mariscos), Laranjeiras, Itajaí e Baía de São Francisco. No município de Penha, a quantidade de cádmio ficou bem próxima do limite, mas não chegou a ultrapassar.

Muitas dessas regiões são produtoras de moluscos bivalves, ou seja, os que possuem concha dupla, como ostras e mariscos (aproximadamente 75% da costa catarinense possui criação desses animais). Mas a alimentação desses moluscos se dá pela filtração da água, assim eles absorvem muitas impurezas, tendo maior potencial de contaminação.

Outro estudo encontrou contaminação por cádmio em peixes e mariscos do município de São Francisco do Conde, Bahia.

Você pode evitar o cádmio tomando algumas atitudes:

  • Não fumar;
  • Usar os equipamentos de proteção individual (EPI) se trabalhar em área de exposição (informe-se com a empresa);
  • Evitar alimentos provenientes de regiões mais contaminadas;
  • Descartar pilhas e eletrônicos em locais adequados;
  • Não colocar pingentes e bijuterias na boca;
  • Não deixar as crianças brincarem em locais que possam estar contaminados;
  • Se você mora em um local onde há contaminação por cádmio, procure a Cetesb ou a Linha Verde do Ibama.

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail