Artista norte-americano critica consumismo com fotos chocantes

Lixo oriundo do consumismo, estando ele dentro de animais ou em largas paisagens, é o tema central do trabalho de Chris Jordan, artista e ativista

Chris Jordan é um norte americano que abandonou a carreira de advogado corporativo para se dedicar integralmente à fotografia. Consumismo e meio ambiente são temas que imediatamente vem à tona na mente de qualquer observador do trabalho de Jordan. O lixo se transforma em arte em suas fotografias, seja através de montagens de figuras a partir dos diferentes padrões cromáticos dos resíduos, pela captação de ângulos diferentes que os fazem parecer coisas inusitadas ou por outras formas criativas de lançar um novo olhar sobre lixo, a cultura de massa e a relação do homem com o planeta. Veja abaixo um pouco sobre alguns de seus trabalhos:

Midway: Message from the Gyre (2009 - atualmente)

No atol de Midway, um remoto arquipélago localizado a mais de 3.200 quilômetros do continente mais próximo, o lixo que produzimos foi parar em um lugar peculiar: dentro do estômago de milhares de albatrozes mortos. As aves adultas confundem o lixo que boia na superfície com alimento, acabam o ingerindo e alimentando os filhotes com quantidades fatais de plástico. Depois que as aves morrem e se decompõe, resta o plástico intacto em seu interior (a foto de abertura desta matéria também é do mesmo trabalho).

Em 2012, a partir do impacto que o autor teve com a visita Chris decidiu iniciar a produção de um filme no mesmo local. Com esse novo projeto, ainda não finalizado, ele tenta aprofundar o alerta sobre a gravidade da questão e da crítica ao consumismo. No site http://www.midwayfilm.com/ está disponível um link para quem quiser fazer uma doação ao seu projeto para ajudá-lo a finalizar o filme e divulgar ainda mais essa problemática e até conscientizar as pessoas a parar de jogar lixo nos oceanos. Confira abaixo o trailer:


Running the Numbers: An American Self-Portrait (2006 - atualmente)

Nesse trabalho de Chris Jordan, imagens são formadas a partir de resíduos sólidos variados, que, reunidos segundo certos critérios, formam figuras detalhadas quando fotografados de longa distância. As fotos sempre apresentam quantidade de determinado resíduo consumida em um espaço de tempo, com o objetivo de evidenciar as proporções do consumismo na sociedade atual. Milhões de sacos plásticos, folhas de papel ou tampas de garrafas representam quantidades consumidas em apenas alguns minutos ou horas, evidenciando a insustentabilidade das práticas humanas em geral e buscando provocar a reflexão e o reconhecimento da necessidade de mudança.

Na primeira foto, tem se a impressão de se tratar apenas de um estilizado desenho. No entanto, a segunda foto revela que todas as fomas (que lembram canos) são feitas com copos plásticos. Abaixo da foto, os seguintes dizeres estão expostos: "Retrata um milhão de copos plásticos, o número usado em vôos comerciais nos Estados Unidos a cada seis horas".

Intolerable Beauty: Portraits of American Mass Consumption (2003 - 2005)

Visitando portos e pátios industriais, Chris Jordan se deparou com verdadeiros retratos do consumo de massa nos Estados Unidos. As fotos mostram enormes quantidades dos mais variados bens de consumo do mundo moderno, perfazendo um retrato apocalíptico da sociedade de consumo. O objetivo do autor é fazer com que o observador de seu trabalho volte o olhar para si mesmo e reflita sobre suas próprias práticas de consumo e as consequências acarretadas para o planeta. Na primeira imagem, uma pilha de telefones celulares; na segunda, bitucas de cigarro.

Para conhecer mais sobre o trabalho de Jordan, entre em seu site oficial.

Veja também:
-Os Vingadores por um planeta mais sustentável
-Extintores de incêndio viram luminárias


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail