Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Warka Water espera amenizar situação de habitantes de locais desertos da África

Um estudo publicado pela Unicef (órgão de defesa das crianças ligado à ONU), aponta que cerca de 2,4 bilhões de pessoas – um terço da população mundial – não têm acesso a saneamento básico e água potável. E o total de habitantes do planeta cresce a cada ano, junto com a demanda por recursos naturais.

A situação demonstra a importância de buscar novos meios de se obter água potável, e foi com essa preocupação que surgiu o Warka Water. O projeto realizado pelos italianos Arturo Vittori e Andreas Vogler pretende amenizar o problema da falta d’água nos desertos da Etiópia. Tudo começou quando ambos foram visitar o local e ficaram fascinados com a beleza da paisagem, mas a atenção também se desviou para algo bem evidente: a escassez de água.

Não há água potável, saneamento básico e eletricidade nessas regiões, o que torna a vida de todos os habitantes bem complicada. Para conseguir água, é necessário andar por muito tempo até lagoas, o que se configura num trabalho cansativo – sem contar que a água coletada, por muitas vezes, não é potável.

A proposta italiana para amenizar a situação ganhou o nome de Warka Water graças a uma figueira nativa da Etiópia. A árvore que serviu de inspiração, além de ter importância para o ecossistema, fornece frutos, é local de interação social, e um símbolo de fertilidade e generosidade.
Warka Water
Warka Water
Warka Water
Warka Water
A torre é construída com bambu ou talos de junco e forrada com uma malha plástica. A malha se parece muito com o material utilizado para transportar frutas e legumes. As fibras de náilon e polipropileno captam gotículas de orvalho que escorrem para uma bacia no interior da torre.
Warka Water
Warka Water
Warka Water
Warka Water
Warka Water
A torre também é equipada com uma série de pequenos espelhos que ajudam a manter aves distantes para evitar contaminações.
Warka Water
Warka Water
Warka Water

Como funciona?

Como o ar sempre contém certa quantidade de água, independente da temperatura ambiente e da condição de umidade, o projeto possibilita sua produção em qualquer lugar do mundo. Isso porque o Warka Water extrai a água da atmosfera (seja da chuva, do orvalho ou de nevoeiros) e tem a capacidade de coletar 100 litros de água por dia. O interessante é que pode ser construído aproximadamente em até quatro dias se for montado por seis pessoas e custa em média US$ 550. A estrutura é toda modular, mede cerca de 9 metros e pesa 90 quilos. Os materiais utilizados são bambu, pinos de metal, cânhamo e bioplástico, ou seja, em sua maioria matérias biodegradáveis e de baixo impacto ao meio ambiente.
Warka Water

A estrutura do projeto é feita com a divisão de bambus, proporcionando assim luminosidade e força. A forma do bambu permite estabilidade. As junções são feitas com pinos de metal e cânhamo. Dentro, a estrutura é forrada com um tipo de plástico para captar gotículas de água do ar. Além de tudo, o projeto possui também uma inteligente função, pois contém pequenos espelhos que fazem com que os pássaros mantenham-se longe.

Além de melhorar a condição de vida dessas pessoas, o projeto cria sombra e um espaço social que gera reuniões públicas de educação e aproximação de moradores da comunidade.

Confira no vídeo a construção de um Warka Water:

Acesse o site do Warka Water para saber mais sobre o projeto.



Veja também: