Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Nova edição da revista “Sustentarea” aborda o conceito de sindemia global e discute a insustentabilidade dos sistemas alimentares atuais

Por Jornal da USP – No início da década de 1990, uma pesquisa conduzida pelo médico antropólogo Merrill Singer observou que o uso de drogas injetáveis em comunidades de baixa renda dos Estados Unidos teve piores consequências para as pessoas com doenças preexistentes. A relação entre pobreza e violência também desempenhou maior impacto para a vulnerabilidade daquela população. O médico chamou essa interação biológica e social de sindemia.

Pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP propõem discutir o conceito de sindemia global entre as pandemias de obesidade, desnutrição e mudanças climáticas. O tema é abordado na nova edição da revista Sustentarea, que foca na relação da sindemia com a insustentabilidade dos sistemas alimentares atuais. O número apresenta, ainda, projetos que atuam no combate à fome e quais mudanças são necessárias para vivermos em um mundo mais sustentável.

A revista é um periódico trimestral produzido desde 2017 pelo Grupo de Estudos Epidemiológicos e Inovação em Alimentação e Saúde da FSP, e está disponível para download neste link. Para baixar, é necessário informar nome completo e um e-mail válido.

Na edição, artigos elaborados por especialistas na área de saúde pública, nutrição, nefrologia, antropologia, ciências sociais e saúde global são acompanhados por entrevistas e dicas práticas, como um calendário de alimentos da época.
.

Revista Sustentarea, v. 5, nº 3, 2021.
Revista Sustentarea, v. 5, nº 3, 2021. Confira a edição clicando sobre a imagem.

Sustentarea

A revista Sustentarea integra as atividades do Núcleo de Apoio às Atividades de Cultura e Extensão da USP (Nace) Sustentarea, projeto de extensão universitária da USP com uma visão global da alimentação. Indo desde a produção até o consumo, o projeto visa a ajudar a construir e manter hábitos saudáveis na população, a fim de reduzir o risco de doenças crônicas e o impacto ambiental.

O Nace surgiu como uma evolução do projeto Dia Sem Carne na FSP que foi baseado numa dissertação de mestrado da faculdade. Atualmente, o projeto atua na divulgação científica para a população nas mídias sociais e desenvolve atividades sobre alimentação e sustentabilidade em rodas de conversa, oficinas e materiais educativos com alunos de escolas municipais de São Paulo. O objetivo é estimular o engajamento e a reflexão dos alunos na melhora de seus hábitos alimentares e entre seus amigos e familiares.

Saiba mais

Ouça também o podcast Comida que Sustenta, do grupo Sustentarea.