Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Além de causar explosões, jogar lixo em vulcões pode ser desrespeitoso a algumas tribos indígenas

Os vulcões, embora contenham diferentes temperaturas, geralmente são tão quentes como os incineradores de lixo, que trabalham de 1000ºC a 1200°C. Porém, isso não significa que podemos usá-los como um modo de descarte de resíduos.

Enquanto a temperatura é elevada o bastante para se desfazer de materiais como papel, plástico e resto de comidas, as lavas dos vulcões não são quentes o suficiente para derreter outros componentes. Resíduos de metal, ferro e níquel demandam temperaturas mais altas para serem derretidos. 

A maioria dos vulcões ativos são compostos de crateras cheias de pedras e lava resfriada. De todos os sistemas, apenas oito vulcões ativos atualmente são feitos de “lagos de lava”. 

Lagos de lava são crateras cheias de lava quente, onde, teoricamente, o lixo poderia ser descartado. Contudo, isso também seria uma atividade relativamente difícil e extremamente perigosa. Os lagos de lava são cobertos por uma camada de lava resfriada, mas que por baixo está derretida e quente. Se, hipoteticamente, lixo ou qualquer material fosse jogado dentro deles, essa camada romperia e causaria uma explosão. 

Em 2015, por exemplo, pedras caíram dentro do vulcão Kilauea no Havaí, o que resultou na ejeção de pedras e lava para fora da cratera. 

Vídeo de Hawaiian Volcano Observatory 

Os aterros sanitários, onde o resto dos dejetos que não são reciclados, são descartados, já oferecem riscos ao meio ambiente, mas é possível que o descarte de lixo em vulcões também cause impactos negativos na natureza. 

O impacto físico dos aterros sanitários deriva da produção de uma quantidade significativa de chorume e biogás, rico em metano (CH4).

O principal efeito negativo do metano para o meio ambiente é a sua contribuição para o desequilíbrio do efeito estufa, colaborando para o aquecimento global. Ao ser inalado em grandes quantidades, o gás também pode causar asfixia e perda de consciência, parada cardíaca e, em casos extremos, danos no sistema nervoso central.

Materiais como plástico e metais liberam gases tóxicos ao serem incinerados. Os vulcões, por sua vez, já liberam esses gases sem uma influência externa. Entre os gases soltos por vulcões estão o enxofre, cloro e dióxido de carbono. A mistura dos gases vulcânicos com os que são liberados pelo lixo poderia afetar a vida local e causar problemas de saúde na população.

O enxofre, por exemplo, causa a névoa ácida, ou névoa vulcânica. Essa névoa pode causar problemas respiratórios e também afeta a biodiversidade terrestre, matando plantas. 

Outra questão em desfavor do descarte de resíduos em vulcões diz respeito à vida indígena. Para muitas tribos, os vulcões são considerados sagrados. Por isso, jogar lixo dentro das crateras vulcânicas seria extremamente desrespeitoso a essas culturas.