Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Mil-folhas, milefólio, atroveran e erva-carpinteiro são alguns nomes dados aà planta que ajuda no tratamento de ferimentos e doenças degenerativas

Mil-folhas, também chamada cientificamente de Achillea millefolium é popularmente de aquiléa, atroveran, erva-carpinteiro ou milefólio, é uma planta  que possui benefícios medicinais no tratamento de doenças como psoríase, câncer, eczema e infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). O uso da mil-folhas também é feito com intuito de melhorar a circulação sanguínea e reduzir quadros de febre

O pé de mil-folhas pode crescer até cerca de um metro de altura, e suas folhas são alternadas, com algumas variando de sete a 12 centímetros de comprimento. Essa planta é repleta de ramos que se dividem em folhas menores, que se assemelham às da samambaia. 

As flores das mil-folhas ficam no topo da planta, em cachos compactos que são constituídos por uma ou mais cabeças de flores. Cada cabeça de flor contém aproximadamente 20 a 25 flores brancas amareladas, que algumas vezes apresentam um tom rosado, em formato de disco. 

Origem da mil-folhas 

A planta mil-folhas é nativa de regiões como a Europa e a Ásia, mas pode ser encontrada em países da América do Norte. O nome em latim, Achillea millefolium, surgiu devido às histórias do guerreiro Aquiles, que costumava extrair a planta para tratar outros soldados machucados na Guerra da Troia. 

Nativos da América do Norte também usam a planta desde a antiguidade para tratar ferimentos. Enquanto isso, os chineses consideram a mil-folhas um amuleto da sorte, usado na preparação de chás. Por fim, na Europa, a mil-folhas foi muito usada na produção de cerveja durante a Idade Média.

Benefícios da mil-folhas 

Inflamação

Alguns estudos apontam que o consumo do chá de mil-folhas, ou seu uso tópico, pode ser eficiente no tratamento de inflamações. As propriedades anti-inflamatórias da mil-folhas podem ajudar pessoas que sofrem com dores crônicas, dores de cabeça e inflamações na pele como acne. 

Cicatrização de ferimentos

Pesquisas realizadas em animais e experiências empíricas apontam que aplicar extrato de mil-folhas em ferimentos pode ser positivo para o processo de cicatrização. Além disso, também existem estudos que mostram que, quando usada em pontos de cirurgia, a mil-folhas acelera o processo de cicatrização.  

Problemas digestivos 

A mil-folhas também costuma ser usada no tratamento de problemas digestivos, principalmente aqueles que envolvem espasmos do trato digestivo. Algumas pesquisas mostram que a planta tem um efeito antiespasmo que ajuda a melhorar o funcionamento do sistema. 

Ansiedade

Utilizar o óleo essencial de mil-folhas no tratamento de transtornos psicológicos, como a ansiedade, já foi provado como algo eficaz. Segundo os pesquisadores, os mecanismos da planta medicinal para reduzir a ansiedade eram diferentes dos que são encontrados comumente em medicamentos para ansiedade, e por isso, precisam ser mais estudados. 

Condições neurológicas 

Um estudo, realizado no Irã, mostrou que o uso de milefólio no tratamento de doenças degenerativas pode ser efetivo. Em doenças como esclerose múltipla, mal de Parkinson e epilepsia, a planta conseguiu reduzir a severidade dos quadros, a neuroinflamação, a severidade de convulsões e aumentou a mobilidade e força dos músculos.  

Riscos do consumo de mil-folhas 

A  planta mil-folhas é considerada geralmente segura, mas quando combinada com medicamentos, ela pode causar efeitos colaterais como aumento urinário, tontura e irritação na pele

Antes de fazer o uso da planta para uso medicinal, converse com o seu médico para saber se é seguro para o seu caso. Não existem muitos estudos sobre os efeitos da mil-folhas em gestantes e crianças, por isso, essas pessoas devem evitar o uso do chá ou de outros produtos, como medicamentos feito à base da planta. 

Receita de chá de mil-folhas 

Ingredientes

  • 15 gramas de folhas secas de mil-folhas
  • 1 litro de água fervente

Modo de preparo

Misture as folhas secas com a água fervente e deixe repousar por 10 minutos na panela. Depois, coloque tudo em um coador e separe as folhas da água. Coloque o líquido em xícaras, deixe esfriar e se delicie.