Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Graças à tecnologia, a viagem até Marte, por exemplo, poderia ser reduzida de oito meses para apenas 39 dias

A nova estação espacial chinesa Tianhe é o primeiro módulo em órbita desenvolvido com a finalidade de servir como base para astronautas chineses e ajudar a promover missões. Ela faz uso de propulsores de íons, tecnologia que produz altíssima velocidade e possui grande capacidade energética. As informações são do periódico chinês South China Morning Post.

O módulo Tianhe, lançado no final de abril, é movido por quatro “motores iônicos” que usam eletricidade para acelerar os íons como uma forma de propulsão.

Do que os propulsores de íons são capazes?

Os acionamentos de íons são ordens de magnitude mais eficientes em comparação com a propulsão química. Para manter a Estação Espacial Internacional (ISS) em órbita por um ano, por exemplo, os propulsores consomem quatro toneladas de combustível de foguete. 

Agora, com os propulsores de íons, seriam necessários apenas 400 kg para permanecer em órbita no espaço. E pelo mesmo período de tempo, de acordo com a Academia Chinesa de Ciências e a Agência Espacial Chinesa.

Além disso, há outro exemplo de aplicação da tecnologia do programa espacial chinês. É a possível redução do tempo que se levaria para viajar a Marte — de oito meses para 39 dias. Bem como a quantidade de combustível necessária para fazer essa jornada. Todos esses fatores contribuiriam, inclusive, para a diminuição de lixo espacial.

Polêmica 

Apesar de antiga, a adoção convencional de íons era dificultada pelo fato do impulso produzido não ser muito significativo. E aumentar a escala dos propulsores poderia acabar colocando os astronautas em perigo e encurtar a vida útil dos satélites.

Recentemente, os cientistas da Academia Chinesa de Ciências parecem ter decifrado o segredo. Em seus experimentos científicos, uma de suas unidades de íon em desenvolvimento está queimando há mais de 11 meses consecutivos. 

Finalmente, tudo acontece graças a um campo magnético que impede as partículas de causarem prejuízos ou corroerem o motor. Enquanto isso, um material cerâmico especial impede que ele seja danificado pela radiação.

Missão tripulada

O programa espacial da China lançou três astronautas à órbita terrestre, no primeiro voo tripulado. Nie Haisheng, Liu Boming e Tang Hongbo viajaram na espaçonave Shenzhou-12, lançada por um foguete Longa Marcha-2F Y12. Esta é a terceira missão já realizada, com três meses de duração.