Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Defaunação, extinção em massa de espécies, prejudica biodiversidade animal e bem-estar humano

Imagem por Sandy Millar em Unsplash

Defaunação é a significativa redução do número de exemplares de espécies animais em seus habitats, por meio da ação humana. Esse processo é estimulado por atividades como caça ilegal, poluição, desmatamento e aumento da extensão das cidades, que acabam tomando os habitats naturais desses animais. Segundo o Lexico, versão online do Dicionário de Oxford, o termo surgiu na década de 1920 e é definido como “a destruição ou perda de vida animal numa região ou habitat”.

A luta do planeta contra os graves efeitos da extinção de espécies não é atual. Ao longo dos 600 milhões de anos de presença animal na Terra, já ocorreram cinco extinções em massa da fauna, causadas por catástrofes como meteoritos, vulcanismo e, é claro, o famoso asteroide que sumiu com os dinossauros. Hoje, o sexto evento desse tipo é um dos grandes desafios que a humanidade enfrenta – e um problema causado por ela mesma.

Estima-se que, desde que o mundo é mundo, 99% das espécies já desapareceram em consequência de extinções em massa. No entanto, estudos indicam que a perda de biodiversidade animal causada pela atividade humana está em um processo ainda mais acelerado do que se previa.

Consequências da defaunação

O desaparecimento em massa de espécies de animais é um dos principais fatores de desequilíbrio ambiental.

Os riscos de seus efeitos incluem a quebra de ciclos de alimentação de espécies e as mudanças climáticas globais, que são agravadas pelos prejuízos causados aos ecossistemas. Além disso, a defaunação também causa problemas para os seres humanos. Confira alguns dos impactos desse fenômeno para as pessoas:

1) Afeta o controle de pragas

Animais que têm sofrido com os efeitos da defaunação, como aves e morcegos, são responsáveis pelo controle das pragas agrícolas.

2) Causa danos à saúde pública

A defaunação pode causar, indiretamente, problemas para o bem-estar humano, desde a transmissão de doenças até a desnutrição.

3) Prejudica a produção de alimentos

Os insetos polinizam 75% da produção agrícola do mundo. Por isso, a atual redução na fauna de abelhas e outros polinizadores impacta a produção de alimentos para os seres humanos.

4) Reduz qualidade da água

A extinção de animais como sapos aumenta as algas e detritos da água, diminuindo a presença de nutrientes e reduzindo sua qualidade.

5) Causa danos nos processos de decomposição e ciclagem de nutrientes

Animais afetados pela defaunação, como os urubus, desempenham um papel fundamental na decomposição orgânica e na ciclagem de nutrientes.

6) Prejudica dispersão de sementes

Muitos mamíferos, répteis e aves são animais dispersores – ou seja, realizam a dispersão de sementes na natureza. Sua ausência impacta a dinâmica e a manutenção das florestas e causam diversos prejuízos ao ecossistema.

7) Diminui o estoque de carbono, agravando alterações climáticas

Árvores mais robustas estocam mais carbono. Sem animais que consumam seus frutos, sua composição florífica é afetada, reduzindo-se, assim, a presença de carbono incorporado nas florestas. O armazenamento de carbono é importantíssimo para frear as mudanças climáticas.

Como resolver defaunação

Governos e especialistas em todo o mundo já reconhecem as ameaças da defaunação à vida no planeta – um desafio que, hoje, se equipara em importância ao problema do desmatamento. Apesar dos compromissos globais, o desaparecimento das espécies reduz a estabilidade das comunidades ecológicas. Além disso, causas de defaunação, como a caça ilegal, invadem até áreas sob proteção ambiental. Diante disso, o que fazer?

O estudo “Revertendo a defaunação: restaurando espécies em um mundo mutante”, publicado na Revista Science, analisa métodos para reintroduzir e restaurar populações de animais fora de seu habitat natural – ou, ainda, substituir espécies extintas.

A tese central dos pesquisadores baseia-se não somente em restaurar a selva, mas, também, em criá-la do zero.

Outra ideia seria reduzir imediatamente as alterações nos habitats, de acordo com as particularidades de cada região e contexto.

Sobretudo, é urgente que as autoridades se esforcem para sensibilizar as pessoas, em escala global, sobre o problema, conscientizando comunidades no mundo todo a respeito dos enormes impactos negativos que a defaunação têm sobre o planeta e a vida na Terra – inclusive a humana.



Veja também: