O que são alimentos orgânicos?

eCycle

Entenda o que são e conheça as vantagens e desvantagens de consumir alimentos orgânicos

Os produtos orgânicos são aqueles produzidos em um modelo no qual o cultivo dispensa o uso de químicas, por isso, são considerados mais saudáveis para o meio ambiente e para a alimentação humana. Os alimentos orgânicos provêm de sistemas agrícolas baseados em processos naturais, que evitam agredir o solo e eliminam o uso de agrotóxicos e fertilizantes na colheita. As técnicas usadas para se obter o produto orgânico incluem emprego de composto orgânico para adubação e manejo de culturas - em que uma planta auxilia no desenvolvimento de outra cultura ou prepara o solo para uma safra posterior.

Os alimentos orgânicos são completamente diferente dos produtos da agricultura convencional na maneira em que são cultivados. A indústria tradicional emprega doses maciças de inseticidas, fungicidas, herbicidas e adubos químicos. Essas substâncias podem causar, indiretamente, muitas doenças ao ser humano. Além disso, também são responsáveis pela contaminação do solo e lençóis freáticos. De modo geral, a agricultura orgânica é um método mais natural e saudável de produzir alimentos e assegurar a integridade do meio ambiente.

Como identificar alimentos orgânicos

Procure o selo do SisOrg (Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica):

O porquê de consumir alimentos orgânicos

O paladar é uma preferência pessoal. Porém, existem certos critérios, determinados por "degustadores", que afirmam que os alimentos orgânicos possuem mais "gosto" que os alimentos produzidos pelo sistema convencional. Outra vantagem é a saúde. Os alimentos orgânicos são, evidentemente, menos contaminados por veneno ou agrotóxicos. É muito comum retirar a casca de algumas frutas e legumes para reduzir a contaminação do alimento. Nos orgânicos, essa preocupação não é necessária. Porém, devemos sempre lavar os alimentos para evitar organismos patogênicos que também podem fazer parte da agricultura verde.

Uma desvantagem dos alimentos orgânicos é que, por enquanto, eles ainda são um pouco mais caros que os produtos convencionais, já que são produzidos em menos escala e por produtores com menor poder de barganha. Mas a diferença é pequena e, como dissemos, compensa em termos de sabor e saúde.

Dependendo de onde você estiver, pode não ser tão fácil encontrar orgânicos, mas você sempre pode procurar por uma horta nos arredores do seu bairro ou cidade, estimulando os pequenos produtores e o comércio local, ou se juntar com amigos para criar uma horta urbana ou revitalizar uma praça abandonada com o cultivo de alimentos orgânicos.

Não usa transgênicos nem OGM

Existe a polêmica questão dos organismos geneticamente modificados, mais resistentes às pragas e de crescimento acelerado - a principal vantagem desse tipo de alimento é sua produção. Porém, o assunto é polêmico e ninguém pode afirmar categoricamente sobre os efeitos destes alimentos na genética dos nossos filhos e netos. Seja como for, a produção de alimentos orgânicos não usa esses recursos de manipulação genética, o que faz com que vegetais e frutas, por exemplo, tenham um tamanho reduzido e possíveis imperfeições.

Não produz resíduos

A adubação verde consiste em enriquecer e proteger o solo com matéria orgânica, portanto, a colheita e a vegetação nativa se complementam. Em uma fazenda orgânica, as gerações futuras podem usufruir a terra e seus benefícios, pois este tipo de cultura nutre o solo. Alimentos frescos orgânicos possuem menor teor de água em sua composição, quando comparados com os alimentos convencionais (20%). Isto significa que os nutrientes estão mais concentrados. Assim como o açúcar, motivo pelo qual o sabor é mais acentuado. As vitaminas também são encontradas em maiores níveis: tomates orgânicos contêm 23% mais vitamina A do que os convencionais.

É uma excelente opção para as cidades

A agricultura urbana orgânica é uma excelente alternativa para o abastecimento de alimentos nas cidades. Ela diminui a distância entre a produção do alimento e o consumo final, além de ser mais saudável em relação aos produtos da agricultura convencional. Saiba mais no vídeo:

Um pouco de história

Sir. Albert Howard, pesquisador inglês, é considerado o pai da agricultura orgânica. Em 1905, Horward começou a trabalhar na estação experimental de Pusa, na Índia, e observou que os camponeses hindus não utilizavam fertilizantes químicos, mas empregavam diferentes métodos para reciclar os materiais orgânicos. Intrigado, Howard decidiu montar um experimento de 30 hectares, sob orientação dos camponeses nativos e, em 1919, declarou que já sabia como cultivar as lavouras sem utilizar insumos químicos. A obra do pesquisador inglês Sir. Albert Howard foi o principal ponto de partida para uma das mais difundidas vertentes alternativas, a agricultura orgânica.

Confira os endereços das feiras orgânicas em todo o Brasil. E para quem não tem tempo de ir ao mercado, existe o serviço de feira on-line. Você também pode inicial sua própria horta ou produção de alimentos orgânicos. Conheça os primeiros passos:


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail