Espanha: lixo eletrônico no quintal do país pobre

eCycle

Para evitar gastos, empresas pagam para que seu lixo eletrônico seja despejado em países pobres

Jogar o lixo no quintal do vizinho. Essa prática que parece pouco comum nos dias de hoje, tem grandes adeptos nos países mais poderosos do mundo, os europeus. E o pior: não se trata de um lixo orgânico que entrará em decomposição naturalmente, são resíduos eletrônicos cheios de materiais tóxicos que poluem o meio ambiente. Os recentes casos na Espanha são emblemáticos.

Em março de 2009, um cargueiro espanhol com mais de 10 toneladas de resíduos, contendo cerca de 2 mil compressores de geladeira velhos, ainda com óleo poluente e gás com alto poder de aquecimento, tinha como destino um porto paquistanês para que os materiais fossem desmontados de modo a recuperar o metal – operação mais rentável do que extrair previamente o gás e o óleo e tratá-los separadamente, o que é obrigatório na Europa.

O material era da Cespa, braço da empresa de infraestrutura Ferrovial, uma das maiores do mundo. A carga foi impedida de sair da Espanha por estar contaminada. A empresa paquistanesa que comprou a carga, reclama.

Houve outro exemplo de flagrante em 2010, quando 1050 monitores foram detidos em Valência, com destino à China. Isso sem contar que há muitos casos que passam despercebidos pela fiscalização.

A secretária espanhola de Estado de Mudança Climática, Teresa Ribera, admite que há um problema na reciclagem de produtos eletrônicos: “Uma das maiores vergonhas da Europa é ver como o lixo eletrônico aparece desmontado ou abandonado nas áreas mais pobres do mundo. Isso gera problemas de saúde e de meio ambiente”.

Fonte: http://www.consuladosocial.com.br/



 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail