Pesquisa aponta presença de tóxicos em produtos usados na lavanderia e no purificador de ar

eCycle

Pesquisadora encontra substâncias danosas à saúde em produtos de limpeza nos Estados Unidos

Marcas populares de artigos de lavanderia e purificadores de ar nos EUA emitem compostos químicos prejudiciais à saúde, incluindo substâncias carcinogênicas. Por lei federal americana, nenhuma das substâncias averiguadas precisa ser informada na etiqueta dos produtos. A descoberta foi feita por Anne Steinemann, professora de engenharia civil e ambiental da Universidade de Washington, e os resultados da pesquisa foram publicados via internet na revista acadêmica Environmental Impact Assessment Review.

No total, seis produtos foram estudados. Três purificadores de ar com características diferentes (sendo que um funciona a partir de um disco desodorizante, o outro é um spray líquido e o último usa óleo para produzir fragrâncias agradáveis); e três itens de lavanderia: um amaciante, um detergente e uma marca de folha de secador. Os dois líderes de mercado de cada categoria foram selecionados para a pesquisa.

Os cientistas detectaram quase cem compostos voláteis nos experimentos, e cinco dos seis produtos liberaram poluentes carcinogênicos, que não possuem níveis seguros de exposição para o usuário. As moléculas que evaporavam a partir da superfície dos produtos foram monitoradas pelos pesquisadores de maneira isolada e em temperatura ambiente, no laboratório. Alguns dos outros compostos identificados são listados como tóxicos ou perigosos à saúde humana por leis federais americanas.

A pesquisa não buscou averiguar diretamente os danos causados à saúde de pessoas que utilizam os produtos.

Fragrância secreta

Produtos de cuidado pessoal e outros limpadores utilizam substâncias químicas parecidas, para gerar um cheiro agradável para o consumidor. A legislação obriga que os fabricantes identifiquem os ingredientes usados de matéria-prima na composição desses artigos, mas a química empregada para manipular o perfume desses itens não precisa ser divulgada. Steinemann alerta para o risco potencial que existe em produtos que usam essa química de fragrâncias, porque os pesquisadores não sabem o que está presente neles. Stein aconselha cautela na hora da compra de produtos com esse cheirinho especial.

Veja também:
-Saiba como ser mais sustentável ao comprar sabão
-Purificadores auxiliam na limpeza do ar em ambientes internos, mas exigem cuidados
-Produtos de limpeza concentrados são opções mais sustentáveis
-Conheça quatro poderosos agentes de limpeza que são menos nocivos que produtos químicos


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail