Revestimentos inspirados na pele do tubarão aumentam a eficiência energética em meios de transporte

eCycle

A criação de uma camada de ar ou água na superfície diminui o atrito, o que pode contribuir para economia com combustível

A pele do tubarão é revestida por saliências minúsculas, como pequenos dentes, chamadas de dentículos, posicionadas sobre escamas placoides. Esse conjunto forma pequenas ondulações em todo o corpo desses animais, o que facilita a locomoção e poupa energia, pois os músculos nadadores não precisam se deslocar muito. E o que isso tem a ver com a produção de tintas?

Através da biomimética pesquisadores da Fraunhofer Institute for Manufacturing Engineering and Applied Materials Research (IFAM) se inspiraram no tubarão e utilizaram uma fórmula sofisticada para desenvolver um novo tipo de tinta. Ela não só possui longa duração, mas também suporta intensa radiação ultravioleta, alterações de temperatura e as cargas mecânicas em função da integração de nanopartículas específicas na fórmula.

A aplicação dessa tinta não se dá diretamente em uma plataforma, como no casco de um navio. É preciso ter a ajuda de um estêncil, que faz com que pequenas saliências se formem em todo local pintado. Após essa superfície ser tratada com radiação ultravioleta para endurecimento da pintura, o estêncil é removido, reduzindo a "turbulência" do transporte e aumentando a eficiência energética, devido à aerodinâmica.

De acordo com estimativas dos desenvolvedores, se cada avião do mundo fosse pintado com essa tinta, cerca de 4.480 toneladas de combustível poderiam ser poupadas anualmente. Quanto ao mar, o atrito das embarcações marítimas poderia ser reduzido em até 5%, o que economizaria, em um grande grande navio transportador de contêineres, em torno de 2 mil toneladas de combustível por ano.

Revestimento para carro

E não para por aí! Outro produto inspirado na pele do tubarão é o FastSkinz MPG-Plus, um revestimento para carro que é coberto com pequenas ondulações que criam uma camada de ar ao longo de toda a superfície. Essa camada diminui o atrito e, com isso, consegue aumentar a eficiência do combustível utilizado. O produto foi desenvolvido pela FastSkinz e já foi patenteado, mas ainda está em fase de testes.


Imagens: Ask Nature

Veja também:
-
Designer cria conceito de transporte que facilita auxílio a vítimas de desastres
-"Pele inteligente" para revestir edifícios promete aumentar eficiência energética


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail