Rio Piracicaba amanhece repleto de espuma

eCycle

Fenômeno ocorre devido à alta concentração de química e à baixa vazão do rio 

No dia 1º de julho, o rio Piracicaba, no interior de São Paulo, amanheceu coberto de espuma devido à alta concentração de produtos químicos, em especial de detergentes. Eles chegam ao rio em conjunto com a parcela não tratada do esgoto doméstico de cidades que são banhadas pelas águas dos rios.

As cidades banhadas pela bacia dos rios Piracicaba Capivari e Jundiaí, em conjunto, coletam 91% do esgoto total, numa região com 5,2 milhões de habitantes. No entanto, apenas 65% é tratado, de acordo com dados da Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental (Cetesb), de 2013. A maior parte do que não é tratado tem origem residencial.

A Cetesb também afirmou que a baixa vazão do rio (velocidade de locomoção da água), segundo a medição realizada no dia 30 de junho, ajudou a concentrar substâncias químicas, favorecendo o surgimento de espuma.

Só em 2014 já houve mais dois momentos, em fevereiro e junho, em que o rio amanheceu com espuma. De acordo com especialistas, o detergente precisa de oxigênio para que se dissipe. Mas com a vazão baixa, há menos ar disponível na água e uma quantidade maior de produtos químicos. O resultado é a espuma.

Excesso de detergente nos rios pode causar eutrofização devido ao fosfato. Saiba mais a respeito clicando em nossa matéria especial sobre o tema, que também explica sobre alternativas ao produto.

Veja também:
-Como funcionam e quais as alternativas aos detergentes?
-Detergente caseiro, econômico e sustentável


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail