Plataforma on-line criada pelo governo se propõe a ser espaço de participação popular

eCycle

Participa.br quer que cidadãos brasileiros se engajem em discutir e elaborar políticas públicas

Uma espaço on-line de participação social em políticas públicas foi criado pelo Governo Federal e funciona desde dezembro de 2013. A plataforma, chamada de Participa.br, é gerida pela Secretaria-Geral da Presidência da República e tem como o objetivo incentivar os cidadãos a participarem de discussões e debates que julgam pertinentes para a sociedade. Segundo o site, o Participa.br é “um espaço para participação social, escuta e diálogo entre o Governo Federal e a Sociedade Civil.”

A plataforma tem como missão desenvolver práticas inovadoras de participação via internet e oferta de espaços de manifestação e debate para qualquer cidadão ou organização, com o intuito de construir políticas públicas cada vez mais eficazes e efetivas.

No Participa.br, o cidadão pode fazer parte de comunidades que achar interessante. Cada comunidade tem um tema pertinente à sociedade para contribuir com o governo nas tomadas de decisões.  Alguns exemplos de comunidades são Agroecologia, Educultura, Agente de Inclusão Digital, entre outros. Confira aqui a lista de comunidades existentes até agora.

Para participar de comunidades e do projeto de uma forma geral, há a necessidade de se inscrever e confirmar a inscrição. Ao se inscrever, você cria um perfil, podendo ter amigos em rede, participar das comunidades, fazer comentários, participar de consultas públicas da plataforma, propor temas para debates, criar blogs e também sugerir temas para criar comunidades.

A criação de comunidades exige alguns pré-requisitos: quem cria OU sugere a criação de uma comunidade tem que escolher um macro tema (saúde, alimentação, meio ambiente, por exemplo), delimitar esse tema e responder “ o que esse debate deverá gerar para sociedade?” Feito isso, a equipe do projeto vai avaliar o seu tema e buscar um responsável no Governo Federal para debater a planejar novas ações na área escolhida.

O projeto também usa outros canais como o Facebook , o Twitter e o Instagram, mas as discussões acontecem com maior consistência no site www.participa.br.

Ainda não se sabe quão efetiva será essa plataforma para influenciar tomadas de decisões do governo. Entretanto, qualquer mudança em uma sociedade democrática começa pelo debate. Espera-se que seja um projeto bem sucedido e eficaz.

Confira um vídeo de um dos eventos que envolvem o projeto, que discutiu a internet e seu futuro:

Fonte: Participa.br

Veja também:
-Livros didáticos do governo poderão ser impressos em papel reciclado produzido no Brasil


  • Whatsapp
  • facebook
  • twitter
  • linkedin
  • google+
  • email
  • Uma espaço on-line de participação social em políticas públicas foi criado pelo Governo Federal e funciona desde dezembro de 2013. A plataforma, chamada de Participa.br, é gerida pela Secretaria-Geral da Presidência da República e tem como o objetivo incentivar os cidadãos a participarem de discussões e debates que julgam pertinentes para a sociedade. Segundo o site, o Participa.br é “um espaço para participação social, escuta e diálogo entre o Governo Federal e a Sociedade Civil.”

    A plataforma tem como missão desenvolver práticas inovadoras de participação via internet e oferta de espaços de manifestação e debate para qualquer cidadão ou organização, com o intuito de construir políticas públicas cada vez mais eficazes e efetivas.

    No Participa.br, o cidadão pode fazer parte de comunidades que achar interessante. Cada comunidade tem um tema pertinente à sociedade para contribuir com o governo nas tomadas de decisões.  Alguns exemplos de comunidades são Agroecologia, Educultura, Agente de Inclusão Digital, entre outros. Confira aqui a lista de comunidades existentes até agora.

    Para participar de comunidades e do projeto de uma forma geral, há a necessidade de se inscrever e confirmar a inscrição. Ao se inscrever, você cria um perfil, podendo ter amigos em rede, participar das comunidades, fazer comentários, participar de consultas públicas da plataforma, propor temas para debates, criar blogs e também sugerir temas para criar comunidades.

    A criação de comunidades exige alguns pré-requisitos: quem cria OU sugere a criação de uma comunidade tem que escolher um macro tema (saúde, alimentação, meio ambiente, por exemplo), delimitar esse tema e responder “ o que esse debate deverá gerar para sociedade?” Feito isso, a equipe do projeto vai avaliar o seu tema e buscar um responsável no Governo Federal para debater a planejar novas ações na área escolhida.

    O projeto também usa outros canais como o Facebook , o Twitter e o Instagram, mas as discussões acontecem com maior consistência no site www.participa.br.

    Ainda não se sabe quão efetiva será essa plataforma para influenciar tomadas de decisões do governo. Entretanto, qualquer mudança em uma sociedade democrática começa pelo debate. Espera-se que seja um projeto bem sucedido e eficaz.

    Confira um vídeo de um dos eventos que envolvem o projeto, que discutiu a internet e seu futuro:

    Fonte: Participa.br

    Veja também:
    pinterest

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail