Protestos a favor da natureza e contra a mineração

eCycle

Conheça alguns protestos contra a mineração imprudente que causa sérios danos à natureza e aos animais que habitam tais regiões

Ao redor do mundo, existem vários protestos que buscam impedir a ação irresponsável de certas empresas de mineração. Eles geralmente ocorrem quando as companhias extraem ou processam os minérios. Alguns desses protestos são tão significativos e importantes que atraíram a atenção global e contam com inúmeros participantes, além de apoiadores ao redor do mundo. A seguir, conheça alguns dos protestos mais importantes dos últimos tempos:

Rosia Montanã - Romênia

Em busca de ouro e prata, a empresa Rosia Montană Gold Corporation (que tem 80% de seu capital vinculado à outra companhia de mineração, a canadense Gabriel Resources) adquiriu, em 1999, a licença para minerar o local. No entanto, nada foi feito ainda, pois falta a permissão do Ministério do Meio Ambiente para iniciar as operações. Acredita-se que existam 314 toneladas de ouro e 1,5 mil toneladas de prata no local, o que a tornaria a maior mina de ouro da Europa.

Os problemas apontados pelos protestos são significativos. Para se extrair o ouro, é utilizado o cianeto, uma substância tóxica que prejudicará as vilas ao redor, podendo até fazer com que algumas sejam evacuadas. As quatro montanhas no local seriam destruídas, para abrir espaço para a mina e suas estradas. Acadêmicos e ambientalistas alertam que esse projeto se tornaria uma bomba relógio ecológica abastecida pelo interesse do governo e das empresas.

O projeto foi recusado por parlamentares, mas a empresa responsável emitiu um comunicado informando que considera que a recusa se deu pela necessidade de criar uma lei que possa ser aplicada a um projeto dessa magnitude, reiterando o interesse em iniciar suas atividades no primeiro semestre de 2014.

Kuantan - Malásia

Uma fábrica de processamento de terras raras na cidade está ameaçando a saúde da população. Pertencente à mineradora australiana Lynas Corporation, a fábrica surgiu através de um acordo com o governo, para processar as terras raras que seriam enviadas para a Malásia. O projeto foi finalizado às pressas, só que, de acordo com um memorando interno dos atuais e antigos engenheiros responsáveis pela construção e manutenção, o projeto possui sérios problemas, como rachaduras estruturais, bolsas de ar e vazamentos em muitos dos tanques de contenção, alguns deles maiores que um ônibus.

O funcionamento da fábrica é tão preocupante que, além dos protestos da Malásia, há também protestos na Austrália.

Thessaloniki - Grécia

Desde 2011, quando foi permitido o projeto de uma mina de ouro para a empresa canadense Eldorado Gold, protestos têm ocorrido na Grécia. Os ativistas afirmam que minerar o ouro e processá-lo irá envenenar as fontes de águas locais, enquanto o governo diz que a mina de ouro irá criar centenas de empregos em um país com alta taxa de desemprego.

Veja também:
-Níquel: conheça sua importância, os riscos e como lidar com este metal
-Mineradores de pequena escala são os maiores contribuintes para a poluição de mercúrio no mundo
-O amianto e os problemas para o consumidor
-Todos aparelhos celulares contêm componentes tóxicos, diz pesquisa


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail