Movimento São Paulo Merece Um Ar Mais Limpo quer conscientizar a população sobre a poluição do ar

eCycle

A poluição atmosférica mata 7,9 mil pessoas por ano em São Paulo e reduz a expectativa de vida em um ano e meio

Na cidade de São Paulo, como em grandes metrópoles ao redor do mundo, os automóveis têm papel importante no aumento da poluição atmosférica. Na capital paulista, o problema é tão grave que, segundo estudo do especialista em poluição atmosférica, Paulo Saldiva, a poluição representa cerca de 10% dos casos de câncer de pulmão e causa quatro mil mortes prematuras por ano. De acordo com um relatório, o material particulado mata 7,9 mil pessoas por ano na região metropolitana de São Paulo - no Estado, o número sobe para 99 mil mortes anuais.

Devido a essa situação problemática, foi organizado um movimento chamado São Paulo Merece Um Ar Mais Limpo, que tem como principal objetivo promover uma campanha de conscientização para alertar a população em geral sobre a gravidade do problema. Dados científicos e estudos publicados sobre essa questão serão amplamente divulgados para alcançar o maior número possível de pessoas, convencendo-as a adotar a causa.

Com o apoio do programa de educação ambiental Movimento Respirar e do Controlar, responsável pela inspeção veicular na cidade, a iniciativa diz que irá às ruas de São Paulo para saber se as pessoas estão informadas em relação à poluição do ar. Vídeos publicados na página oficial contam com a participação de pessoas que registram “flagras” da poluição. Outra ação é a instalação de bandeiras brancas nas cinco regiões da cidade que estão sendo monitoradas por câmeras, a fim de as pessoas acompanharem a mudança de cor e perceberem a quantidade de sujeira que vai parar nos pulmões de cada habitante da metrópole.

Alternativas sugeridas

Além de medidas de alerta para o problema, o São Paulo Merece Um Ar Mais Limpo sugere algumas medidas para se combater esse grave e diário problema: utilização de transporte coletivo, como metrô e ônibus, que gasta 30 vezes menos combustível por pessoa do que o carro e comporta mais pessoas (um ônibus convencional, por exemplo, comporta 75 pessoas); andar de bicicleta; andar a pé sempre que possível e fazer exercícios físicos (mas em locais específicos, pois se exercitar em lugares poluídos pode ser prejudicial à saúde).

Para quem possui carro, há recomendações específicas: fazer sempre a inspeção veicular, não deixar o motor ligado à toa, escolher o carro menos poluente na hora de adquirir um (o que pode ser verificado pela Nota Verde) e ocupar os cinco lugares disponíveis no automóvel.

Confira o site oficial e um dos vídeos da campanha:


Veja também:
-Poluição mata 7,9 mil pessoas por ano na região metropolitana de SP, segundo relatório
-
Transporte urbano tem ligação direta com problemas de saúde mortais 


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail