Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Quais são os sintomas da abstinência de cafeína e como parar de tomar café sem eles

A abstinência de cafeína pode ser um empecilho para quem quer parar de tomar café ou outras bebidas que contenham o estimulante. A cafeína é uma substância psicoativa estimulante capaz de estimular a atividade do sistema nervoso central, podendo afetar o seu funcionamento temporariamente.

Além do café, a substância pode ser encontrada em diversos outros alimentos, como em chás e chocolates. Sua presença constante, além de possibilitar a criação de dependência, é um obstáculo para quem sente o desejo de cortar a substância. 

Os efeitos da substância dependem da quantidade ingerida, porém, geralmente resultam no aumento de energia e de foco.

Crises de abstinência de cafeína podem resultar na irritabilidade, fadiga e dores de cabeça. Além disso, existem efeitos colaterais derivados do excesso de cafeína. O cafeinismo, por exemplo, é associado à ingestão de mais de mil miligramas por dia e pode resultar em palpitações, episódios de ansiedade, insônia e inquietação. 

Ação da cafeína

Depois que é ingerida, a cafeína passa para a corrente sanguínea, estimulando o sistema nervoso central. Ela age diretamente na redução da fadiga, melhorando a concentração e também o humor.

Isso acontece porque, ao consumir cafeína, a sinalização de dopamina no cérebro é reforçada. A dopamina é um neurotransmissor responsável pelo prazer, satisfação, motivação e habilidade de nos fazer pensar. Portanto, a abstinência de cafeína tem capacidade de afetar todas essas áreas. 

Sintomas 

Quando o corpo se torna dependente de cafeína, as chances de passar pela abstinência de cafeína são grandes. A maioria dos sintomas apresentados pela condição aparecem no primeiro período de 12-24 sem o consumo do estimulante. 

Entre os sintomas mais comuns estão: 

  • Dores de cabeça
  • Fadiga
  • Mudanças de humor
  • Náusea
  • Dor muscular
  • Irritabilidade
  • Dificuldade para se concentrar
  • Prisão de ventre
  • Tremores

Como evitar

Cortar a cafeína depois de desenvolver uma dependência pode ser complicado e isso é evidenciado pelos sintomas da abstinência de cafeína. Porém, a ausência da substância no organismo pode fazer bem à saúde. 

Em si, a cafeína não oferece grandes riscos e, na verdade, pode ser benéfica, ajudando na prevenção de diversas condições. Porém, em grandes quantidades, ela começa a apresentar efeitos adversos. 

Embora não seja considerada uma substância viciante, a sua dependência e aumento de tolerância não são exatamente bons para a saúde. Então, como parar de consumir a cafeína sem arriscar os seus sintomas de abstinência? Existem algumas dicas:

Corte gradual

Comece devagar, diminua a quantidade de cafeína consumida por dia. Parar de repente, além de ser mais difícil, aumenta as chances de apresentar sintomas de abstinência. 

Durma mais 

Na maioria dos casos, a necessidade por cafeína vem a partir de uma necessidade de combater o cansaço. Por isso, tente descansar mais e os efeitos da cafeína não serão tão necessários. 

Substituição

Em alguns casos, a necessidade por café, por exemplo, não é desenvolvida por conta da cafeína, e sim pelo seu gosto e cheiro. Portanto, substitua a bebida por sua versão descafeinada. Comece misturando ambas as versões, aumentando a quantidade da descafeinada gradualmente.

Beba mais água

Quando ingerida, a água também pode ser um modo natural de energizar o organismo. Além disso, a desidratação pode agravar alguns sintomas da abstinência de cafeína