Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Cozinhar utilizando uma fritadeira Air Fryer pode ser uma opção menos nociva que a fritura comum

Imagem por Marco Vetch sob CC BY 2.0

A Air Fryer é uma panela elétrica que cozinha os alimentos por meio da liberação de ar quente, proporcionando um efeito semelhante ao da fritura a óleo. Por dispensar o uso de gordura, ela tem sido considerada uma opção mais saudável que a fritura convencional. Descubra o que os estudos dizem a respeito:

O efeito do calor nos alimentos

O calor em contato com os alimentos resulta em uma reação química conhecida como efeito Maillard, que ocorre entre um aminoácido e um açúcar. Isso leva a alterações na cor e no sabor dos alimentos (1). Alimentos “fritos” com ar quente são tidos como uma alternativa saudável aos alimentos fritos com óleo, devido ao seu baixo teor de gordura e calorias. Em vez de submergir completamente o alimento em óleo, a fritura na Air Fryer requer apenas uma colher de sopa de óleo para obter um sabor e textura semelhantes aos de alimentos fritos.

Air Fryer ajuda a reduzir o teor de gordura

Alimentos fritos em óleo geralmente são mais gordurosos do que aqueles preparados com outros métodos de cozimento. Alguns fabricantes afirmam que usar uma Air Fryer pode reduzir o teor de gordura dos alimentos fritos em até 75%. Isso ocorre porque as fritadeiras de ar quente exigem muito menos gordura do que as tradicionais para obter efeito semelhante. Enquanto pratos fritos em óleo exigem até três xícaras (750 ml) de óleo, os alimentos fritos no ar quente precisam de apenas cerca de uma colher de sopa (15 ml).

Isso significa que as fritadeiras usam até 50 vezes mais óleo do que as fritadeiras de ar e, embora nem todo esse óleo seja absorvido pelos alimentos, usar uma fritadeira de ar pode reduzir significativamente a quantidade de gordura dos alimentos.

Um estudo que comparou as batatas fritas no óleo e na Air Fryer descobriu que aquelas fritas no ar quente tinham menos gordura, mas uma cor e teor de umidade semelhantes. Isso pode ter um grande impacto na saúde, pois uma maior ingestão de gordura de óleos está associada a um aumento do risco de doenças cardíacas e inflamação (5, 6).

Pode ajudar na perda de peso

Alimentos fritos não são apenas ricos em gordura, mas também em calorias e podem contribuir para o ganho de peso não saudável. Um estudo com 33.542 espanhóis adultos descobriu que uma maior ingestão de alimentos fritos estava associada a um maior risco de obesidade. Como os alimentos fritos na Air Fryer têm menos gordura do que os fritos em óleo, mudar para uma panela de ar quente pode ser uma maneira fácil de cortar calorias e promover a perda de peso.

Reduz a formação de compostos nocivos

Além de ser mais rica em gordura e calorias, a fritura em óleo pode criar compostos potencialmente perigosos como a acrilamida. A acrilamida é um composto formado em alimentos ricos em carboidratos durante métodos de cozimento em alta temperatura, como a fritura em óleo (8). Algumas pesquisas mostram que a acrilamida pode estar ligada ao desenvolvimento de câncer (9).

Embora os resultados sejam mistos, alguns estudos encontraram uma associação entre a acrilamida dietética e um risco maior de desenvolvimento de câncer de rim, endométrio e ovário. Fritar os alimentos na Air Fryer em vez da frigideira normal pode ajudar a diminuir o teor de acrilamida dos alimentos fritos. Um estudo descobriu que a fritura no ar quente reduziu a acrilamida em 90% em comparação com a fritura tradicional.

No entanto, é importante observar que outros compostos nocivos ainda podem ser formados durante o processo de fritura na Air Fryer. Aldeídos, aminas heterocíclicas e hidrocarbonetos aromáticos policíclicos são todos os outros produtos químicos potencialmente perigosos que são formados com o cozimento em alta temperatura e podem estar associados a um maior risco de câncer (12).

Mas, vá com calma

Embora os alimentos fritos na Air Fryer possam ser mais saudáveis ​​do que os fritos na frigideira, é importante lembrar que eles podem ser semelhantes. E diversos estudos demonstraram que o consumo de alimentos fritos pode estar associado a vários efeitos adversos à saúde. Um estudo com 15.362 pessoas descobriu que comer mais alimentos fritos estava associado a um maior risco de insuficiência cardíaca.

Outra pesquisa mostrou que comer alimentos fritos regularmente pode estar associado a um maior risco de certos tipos de câncer, incluindo câncer de próstata, pulmão e oral (14, 15, 16). A ingestão frequente de alimentos fritos também foi associada a outras condições, como diabetes tipo 2 e pressão alta (17, 18).

Embora a pesquisa sobre os efeitos dos alimentos fritos na Air Fryer seja limitada, é recomendável cortar a ingestão de todos os alimentos fritos para ajudar a promover a saúde.

Em vez disso, opte por métodos de cozimento mais saudáveis, como assar, cozinhar ou refogar.

Gasta muita energia?

Para saber quanto gasta uma Air Fryer é preciso levar em conta a potência do modelo, as horas que ela será utilizada durante o mês e o valor do kW/h da sua conta de energia. Então, é preciso multiplicar o valor dos quilowatts hora pelo tempo usado. Vamos utilizar um exemplo hipotético de um modelo de potência de 2000 W com um valor de conta de R$0,70 o quilowatt hora (kW/h).

Uma Air Fryer de 2000W de potência (o modelo que mais gasta energia) consome o equivalente a 2kW por hora de uso. Logo, se você usá-la todos os dias durante uma hora, você terá o gasto de R$0,70 multiplicado pelos 30 dias do mês. Então, no final do mês, terá consumido o equivalente a R$21,00. Isso sem descontar o valor que seria gasto na compra do óleo de fritura.


Fontes e adaptação de Healthline e PubMed

Veja também: