Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Eficiência ainda é muito baixa, mas pode ser um caminho interessante para o futuro da energia fotovoltaica

A energia solar fotovoltaica costuma ser gerada por painéis repletos de placas, geralmente instalados nos telhados e que ainda não estão acessíveis ao bolso dos brasileiros. Mas e se os vidros de uma janela pudessem ser utilizados como forma de captar a luz solar para transformá-la em energia renovável, limpa e barata?

Ao pensar nisso, a Ubiquitous Energy desenvolveu um tipo de célula fotovoltaica transparente. É comum que edifícios utilizem lâminas adesivas transparentes nos vidros para controlar a iluminação e a temperatura do ambiente. O mesmo poderia ser feito para captar energia. As moléculas do filme desenvolvido absorvem a luz e enviam-nas para placas conversoras, criando energia para alimentar pelo menos parte dos utensílios presentes em escritórios e casas.

Os cientistas já conseguiram fazer com que o sistema converta até 1% da luz recebida em energia – contra 20% nos painéis solares. Apesar da eficiência reduzida, tem-se em mente que o filme é muito mais barato que o uso dos painéis e pode ser utilizado em extensões muito maiores e diversas. O uso dessa tecnologia permitiria, por exemplo, que carros e até mesmo um celular aproveitassem a energia do sol.


Fonte: EcoD