"A menina que abraça o vento" conta história de criança congolesa refugiada

eCycle

De forma leve e sensível, o livro apresenta o tema do refúgio às crianças, ajudando a criar empatia e a promover o acolhimento daqueles que chegam a um novo país

A menina que abraça o vento

O livro A menina que abraça o vento - a história de uma refugiada congolesa, escrito por Fernanda Paraguassu e publicado pela Editora Voo, apresenta, de forma leve e sensível, o tema do refúgio às crianças, ajudando a criar empatia e a promover o acolhimento daqueles que chegam a um novo país. O livro faz parte do projeto Um por um, que destinará parte da renda obtida na venda de cada livro a um programa de atendimento a refugiados.

A menina que abraça o vento – a história de uma refugiada congolesa é um livro infantil com uma narrativa doce e leve sobre a história de Mersene, uma garotinha que teve que se separar de parte da família para fugir do triste conflito vivido na República Democrática do Congo. Enquanto se adapta à nova vida no Brasil, ela cria uma brincadeira para driblar a saudade.

A história de Mersene foi inspirada em histórias reais de diversas meninas congolesas refugiadas na cidade do Rio de Janeiro. Foi no contato com famílias refugiadas que a autora Fernanda Paraguassu observou a tocante capacidade dessas crianças de superar a dor e a saudade.

“É preciso sonhar para lidar com as perdas e a dor. Longe de casa e da família, uma linda menina usa a imaginação para buscar o afeto que ficou para trás. Neste livro, Fernanda Paraguassu encontrou em fatos testemunhados por ela a imagem de um abraço que poderia muito bem ser usada como metáfora. Na verdade, é apenas o relato simples e emocionante de uma brincadeira infantil.” – Carlos de Lannoy, jornalista.

O que representa para uma criança a fuga de seu próprio país, o abandono do seu lar, da sua família, amigos e escola por força de um conflito? E para a criança que passa a conviver com um amigo que veio de fora porque teve que fugir do seu lar e precisa aprender um novo idioma? Como ajudá-lo? E o que ele traz de novidades sobre sua cultura? Seu idioma, sua música, sua comida, suas brincadeiras? Quais são as diferenças? E as semelhanças?

Mais do que apresentar às crianças o tema do refúgio, A menina que abraça o vento abre espaço para o despertar da empatia. Para a autora, ao nos aproximarmos do desconhecido, com um olhar curioso e sensível, podemos ajudar a tornar o Brasil um país mais acolhedor. E as crianças são, sem dúvida, o caminho para essa transformação.

Um por Um

O livro faz parte do projeto Um por Um da Editora Voo. Cada livro A menina que abraça o vento vendido terá 5% da receita revertida ao Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes de Refúgio (Pares) da Cáritas RJ. Com 40 anos de atuação, a Cáritas do Rio de Janeiro tem um trabalho pioneiro de assistência a refugiados no Brasil.

Quem é Fernanda Paraguassu? Jornalista, carioca, morou com os filhos em Buenos Aires e em Jerusalém.

Quem é Suryara Bernardi? Residente em Belo Horizonte, é ilustradora e vem se dedicando a criar imagens e livros para o público infantil e infanto-juvenil. Ilustrou Doze Lendas Brasileiras, de Clarice Lispector, pela Rocco, entre outros livros, além de contribuir para filmes de animação e quadrinhos.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail