O que é ecologia profunda

eCycle

A ecologia profunda acredita no valor intrínseco da natureza, independente de seu valor de uso

ecologia profunda

Ecologia profunda é uma expressão cunhada pelo filósofo norueguês Arne Næss em 1973. O conceito defende que a natureza possui um valor intrínseco, independente de seu valor de uso pelo ser humano. Nesse sentido, a ecologia profunda coloca em questão o utilitarismo ecológico.

A ecologia profunda é uma filosofia antirracionalista e tem como principal objetivo mudar o foco da sociedade do antropocentrismo para o biocentrismo. Na ecologia profunda, a natureza é um bem por si mesmo e todos seres possuem importância semelhante. A ideia de ecologia profunda preza pela redução drástica da população humana e sua intervenção na natureza.

  • O que é antropoceno?
  • Ecologia profunda versus visão de mundo hegemônica

    A ecologia profunda possui pressupostos opostos à visão de mundo hegemônica. Enquanto a ecologia profunda preza pela harmonia com a natureza, seu valor intrínseco e pela igualdade entre as espécies, a visão de mundo hegemônica acredita que o ser humano detém o domínio da natureza e que ela é apenas um recurso para satisfação de nossas necessidades.

    A economia na ecologia profunda

    Os defensores da ecologia profunda veem os objetivos materiais como meios não essenciais de alcance de autorrealização. Diferente da visão de mundo hegemônica, em que o crescimento econômico e material é visto, necessariamente, como base para o crescimento humano.

    Além disso, a visão hegemônica de mundo acredita na ampla quantidade de reservas e recursos, no progresso e nas soluções baseadas em alta tecnologia; no consumismo e na comunidade nacionalista centralizada. Enquanto a ecologia profunda acredita que o planeta tem recursos limitados, que já temos tecnologia apropriada e que a ciência não deve ser dominante, dando espaço para o reconhecimento de tradições das minorias, fazendo o máximo possível para haver reciclagem. A ecologia profunda defende o conceito de biorregiões e não de uma sociedade globalizada, que não respeita particularidades locais.

    Para a ecologia profunda, antes da revolução da indústria, a sociedade estava em harmonia com o ambiente natural.

    Princípios

    O princípio mais significativo da ecologia profunda é a suposição de que o mundo não existe como um recurso a ser livremente explorado pelos seres humanos.

    Os proponentes da ecologia profunda acreditam que os bens materiais não garantem a felicidade além de um nível muito superficial. Para eles, inclusive, o consumo excessivo põe em risco a biosfera e por isso é necessário que a humanidade defina um novo paradigma não-consumista de bem-estar. A ética da ecologia profunda defende que a sobrevivência de qualquer parte depende do bem-estar do todo. Mas, além dessa base principal, há oito princípios norteadores da ecologia profunda:
    1. O bem-estar e o desenvolvimento da vida humana e não humana na Terra têm valor em si mesmos. Esses valores são independentes da utilidade do mundo não humano para propósitos humanos;
    2. A riqueza e a diversidade das formas de vida contribuem para a realização desses valores e também são valores em si;
    3. Os seres humanos não têm o direito de reduzir essa riqueza e diversidade, exceto para satisfazer suas necessidades vitais;
    4. O florescimento da vida e das culturas humanas é compatível com uma diminuição substancial da população humana. O florescimento da vida não humana requer essa diminuição;
    5. A presente interferência humana no mundo não humano é excessiva e a situação está piorando rapidamente;
    6. As políticas devem, portanto, ser alteradas. Essas políticas afetam estruturas econômicas, tecnológicas e ideológicas básicas. O estado de coisas resultante será profundamente diferente do presente;
    7. A mudança ideológica é principalmente a de apreciar a qualidade de vida (morar em situações de valor inerente) em vez de aderir a um padrão de vida cada vez mais alto. Haverá uma profunda mudança de consciência;
    8. Aqueles que acreditam nos princípios da ecologia profunda têm a obrigação, direta ou indireta, de tentar implementar as mudanças necessárias.

    Adeptos da ecologia profunda

    ecologia profunda
    São muitos os adeptos da ecologia profunda. Mas há dessemelhanças entre eles. Os "new age" procuram uma nova forma de vida voltada à autorrealização e espiritualização. Já o grupo "earth first" é visto como anarquista, já que eles têm uma visão mais voltada para a ecoguerrilha da ecologia profunda. Os earth first costumam passar a maior parte do tempo em áreas verdes selvagens e desejam que a maior parte do território americano volte a ser um conjunto de ecossistemas naturais. Depois de alguns líderes da corrente earth first terem expressado atitudes racistas, machistas e misantropas, a esquerda política passou a apontá-los como perigosos para o bem-estar da sociedade.



    Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×