Esponja de lavar louça: bucha vegetal é opção ecológica

eCycle

A bucha vegetal traz diversos benefícios e é mais sustentável do que a esponja de lavar louça de plástico

Esponja de lavar louça - bucha vegetal é alternativa sustentável
Imagem: Luffa/bucha vegetal por Guilherme Jofili está licenciado sob (CC BY 2.0)

A esponja de lavar louça mais comum nas cozinhas, aquela sintética de espuma, é na verdade composta por plástico poliuretano, um material de difícil reciclagem baseado em petróleo e outros componentes químicos sintéticos. Isso faz com que sua substituição pela bucha vegetal seja uma boa iniciativa, já que elas também funcionam como esponja de lavar louça, tem uma maior durabilidade e sua matéria-prima é natural e totalmente biodegradável.

A bucha vegetal, ou esponja vegetal, é uma fruta que nasce em uma planta trepadeira alta, pertencente ao gênero Luffa. Ela é cultivada especialmente pelas fibras do fruto seco, que podem ser usadas como esponja de lavar louça, esponja de banho, esponja de limpeza e até mesmo como palmilha. Saiba mais na matéria: "Bucha vegetal: como usar e seus diversos benefícios".

Por ser uma fruta, a bucha vegetal é mais sustentável do que a esponja de lavar louça de poliuretano. A esponja vegetal se biodegrada facilmente e pode ser reciclada em casa por meio da compostagem seca - a compostagem úmida, ou com minhocas, não é recomendada, pois o detergente ou sabão pode ser tóxico para as minhocas. Saiba mais sobre esse tema no Guia da compostagem.

A bucha vegetal é mais barata (se for comprada em feiras e mercados locais) e ainda rende mais, pois pode ser cortada em pedaços, apesar de durar o mesmo tempo da esponja de lavar louça sintética. Usando a bucha vegetal, você também incentiva os pequenos agricultores que produzem a planta e preserva o uso dos materiais plásticos para utilidades mais nobres do que ser matéria-prima para um objeto contaminante, de curtíssima vida útil. Além disso, usar a bucha vegetal como esponja de lavar louça ainda preserva a sua louça e utensílios dos riscos causados pelos modelos sintéticos. Confira as vantagens!

Benefícios de usar uma esponja de lavar louça ecológica

Louça

A bucha vegetal funciona perfeitamente bem como esponja de lavar louça natural e ecológica. Ela limpa a louça tão bem quanto a esponja de louça sintética e tem a grande vantagem de não riscar os seus talheres, pratos e panelas.

Caso você tenha problemas com aquelas crostas difíceis de sair, junte a sua esponja de lavar louça ecológica com a lã de aço, outra alternativa para a lavagem da louça, pois se trata de um material que se decompõe com mais facilidade ao oxidar-se, com danos menos significativos ao meio ambiente do que a esponja sintética de poliuretano.

Bucha vegetal na limpeza da casa

Melhor do que a esponja sintética e as palhas de aço, além de sustentável, a bucha vegetal também pode ser usada como esponja de limpeza. Ela não risca azulejos, utensílios, móveis de vidro e madeira.

Plante sua bucha vegetal

Se você quiser ter uma esponja de lavar louça natural sempre à mão (e por um custo baixíssimo), é possível cultivar sua bucha vegetal em casa! Saiba mais sobre esse tema na matéria: "Como plantar bucha vegetal?" ou no vídeo a seguir:

Como amaciar bucha vegetal

Se você cultivá-la em sua casa, basta retirar sua casca e sementes, deixar de molho na água morna por 30 minutos e deixar secar. Depois disso, você estará pronto para utilizar sua esponja natural sem peso na consciência!

Manutenção

Em pesquisa nos Laboratórios Clínicos de Microbiologia do Hospital Monte Sinai de Nova York (EUA), três médicos perceberam que deixar a esponja em ambiente úmido, como o dos nossos banheiros e cozinhas, causa a proliferação de bactérias, algumas até perigosas (do gênero presente em infecções hospitalares). Para os leitores com doenças ligadas à imunidade, como lúpus, anemia, hemofilia, diabetes ou que estão em períodos pós-cirurgia, vale prestar atenção.

Se não for higienizada, a esponja natural, quando umedecida, pode apresentar colônias esparsas de bactérias em forma de bacilos e estafilococos, mesmo se ainda não tiver sido utilizada. Esses micro-organismos podem evoluir para uma flora de bactérias resistentes a antibióticos e às defesas do organismo humano, mas são facilmente evitáveis com a devida limpeza da bucha vegetal.

O principal é que você deixe a bucha vegetal secar completamente entre uma lavagem e outra da louça, de preferência no sol, assim as bactérias não encontram um ambiente para se propagar. É importante também que a janela e a porta da cozinha fiquem sempre abertas - e se quiser um cuidado extra, lave sempre a esponja natural após o uso.

Métodos de descontaminação não são mais recomendados. Colocar uma esponja no micro-ondas pode aumentar a quantidade de micro-organismos patogênicos. Saiba mais sobre esse tema na matéria: "É possível descontaminar a esponja de cozinha?".

Se você escolheu pelo modelo natural e a sua esponja de lavar louça estiver com uma cor diferente de quando você a comprou, ou com um cheiro esquisito, ou mais gelatinosa que áspera, então não há nada a fazer fora trocar - tudo isso é indício de uma cultura muito populosa de bactérias. Adquira sua esponja natural na loja do Portal eCycle.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail