Suécia decide importar lixo para suprir demanda energética de usinas de incineração

Reciclagem muito eficiente acabou gerando o "problema"

Enquanto a maior parte dos países do mundo não sabe o que fazer com seus resíduos, a Suécia quer comprar mais. O fato inusitado ocorreu após a constatação de um "problema": devido ao eficiente modelo de reciclagem e aproveitamento de resíduos adotado no país, as usinas geradoras de energia elétrica e térmica a partir da incineração de lixo ficaram sem "matéria-prima". A solução foi efetuar a compra anual de 800 mil toneladas de lixo de países vizinhos.

As usinas de incineração suecas permitem responder a 1/5 das necessidades do sistema de aquecimento de prédios de habitação e edifícios comerciais do país, para além de fornecer eletricidade a 250 mil lares.

A reciclagem na Suécia é tão eficiente que apenas 4% do lixo produzido no país é enviado para aterros sanitários. Os outros 96% são reciclados ou então processados e incinerados para virarem energia.

Os subprodutos do processo, como cinzas que contêm dioxinas e metais pesados, são separados e aterrados posteriormente. Atualmente, a Noruega é a principal fornecedora de resíduos à Suécia. Os noruegueses pagam pelo serviço de incineração e recebem os subprodutos de volta.

Espera-se que países como Itália e Romênia, que não têm reciclagem muito desenvolvida, enviem seu lixo para as usinas suecas. No entanto, os próprios administradores das tecnologias do país consideram que a incineração não é uma solução a longo prazo. Segundo eles, é preciso desenvolver cada vez mais as possibilidades de reciclagem dos itens.

Veja mais sobre as usinas suecas neste documento (em inglês). Para saber como descartar seus itens de consumo diário, entre na seção Postos de Reciclagem da eCycle.


Veja também:



 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail