Pnud e Ministério do Meio Ambiente apoiam evento internacional sobre condições de vida no semiárido

Riscos ambientais enfrentados por moradores do semiárido foram tema de encontro internacional de especialistas apoiado pelo Pnud

Cavalo
Imagem: Pnud Brasil/Tiago Zenero

O semiárido brasileiro é habitado por cerca de 23 milhões de pessoas, contingente que corresponde a 34% de todos os moradores do Nordeste e a 12% da população do Brasil. Para debater os riscos ambientais enfrentados pelos que residem nessa região, um seminário internacional reuniu dos dias 3 a 4 de novembro especialistas, técnicos, estudantes e instituições de pesquisa no Centro Xingó, localizado na divisa entre Alagoas e Sergipe.

Apoiado por uma parceria entre o Ministério do Meio Ambiente e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o evento debateu pautas como a produção em ambientes de clima seco, segurança alimentar, uso hidroagrícola do canal do sertão e o protagonismo das mulheres em comunidades do semiárido.

A iniciativa foi a 3ª edição do Seminário Internacional de Convivência com o Semiárido. Governo e Nações Unidas apoiam ainda a realização de um curso sobre a mesma temática, que acontece até 25 de novembro.

“As duas atividades visam à discussão de políticas públicas e formação de multiplicadores em manejo sustentável de terras”, explica a oficial de programas da Unidade de Desenvolvimento Sustentável do Pnud, Rose Diegues. A capacitação abordará atividades de negócios e a integração entre o campo e a cidade. Outros destaques incluem a biodiversidade da Caatinga e a educação no meio rural.


Fonte: ONUBr


Veja também:



 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail